script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js?client=ca-pub-2913509317834347" crossorigin="anonymous"> Acre bate recorde na produção agrícola em 2023, aponta IBGE
sexta-feira, junho 14, 2024
Destaques

Acre bate recorde na produção agrícola em 2023, aponta IBGE

Soja lidera o crescimento, com aumento de 104,6% em relação ao ano anterior.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na última quarta-feira (6) os dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) referentes à produção de cereais, leguminosas e oleaginosas no Acre para o ano de 2023. Os números revelam um recorde histórico na produção, com um total estimado de 191.974 toneladas, representando um crescimento de 16,2% em comparação a 2022, quando a previsão foi de 165,2 mil toneladas.

Comparando os dados de agosto com o mês de julho, houve uma leve queda de 561 toneladas na estimativa da produção acreana. Entretanto, em relação à previsão de junho, quando a safra para 2023 era calculada em 189.934 toneladas, ocorreu um incremento de pouco mais de 2 mil toneladas.

O levantamento do IBGE abrange a colheita de diversos produtos, como amendoim, arroz, feijão, milho e soja, além de itens como banana, café, cana-de-açúcar, fumo, laranja e mandioca.

O destaque deste ano vai para a produção de soja, que apresenta um crescimento previsto de impressionantes 104,6% em relação ao ano anterior. Estima-se que a produção de soja atinja mais de 45,7 mil toneladas em 2023, um notável aumento em relação às 22.357 toneladas de 2022.

A expectativa também é positiva para a produção de milho na segunda safra, com um aumento previsto de 14,8%, totalizando pouco mais de 48,9 mil toneladas.

Outros destaques incluem um aumento previsto de 7,9% na produção de banana, saindo de pouco mais de 85 mil toneladas para 91,8 mil toneladas. Além disso, a produção de café deve registrar um incremento de 19,5%.

No entanto, algumas culturas apresentam perspectivas menos otimistas. A produção de amendoim, por exemplo, deve ter uma retração de 9,5%, passando de 116 toneladas em 2022 para uma estimativa de 105 toneladas em 2023. Também é esperada uma redução na produção de arroz (-4,8%), na primeira safra de milho (-2,8%), na produção de feijão (-4,9%) e de laranja (-10,3%).

O estudo do IBGE também revela um aumento na área a ser colhida em 2023, estimada em 92,3 mil hectares, representando um acréscimo de 5,5 mil hectares (6,4%) em relação ao ano anterior, quando foram colhidos pouco mais de 86,7 mil hectares.

O resultado recorde na produção agrícola do Acre em 2023 aponta para um cenário promissor no setor, impulsionado principalmente pelo expressivo crescimento na produção de soja. Essa tendência positiva reflete o empenho e a eficiência dos agricultores acreanos, além das condições favoráveis ao desenvolvimento das culturas na região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *