terça-feira, maio 21, 2024
Mundo

Brasileiro que fugiu de prisão nos EUA foi visto duas vezes nesta sexta

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A busca pelo brasileiro Danilo Cavalcante continua nos Estados Unidos após ele fugir da prisão no último dia 31 de agosto. Nesta sexta-feira (8), ele foi visto duas vezes, segundo o jornal The New York Times.

Danilo foi visto duas vezes na área de busca, segundo afirmou um porta-voz da polícia. A busca se concentra em uma área próxima a um jardim botânico nos subúrbios da Filadélfia.
Segundo o tenente-coronel George Bivens, da polícia estadual, avistamentos de Danilo foram relatados às autoridades, sendo que oito ou nove deles são confiáveis. A declaração ocorreu ontem durante coletiva de imprensa.

Ao menos três avistamentos de Danilo foram feitos em Longwood Gardens (jardim botânico) ou nos arredores, a cerca de 5 km de distância da prisão. Por esse motivo, o jardim botânico foi fechado.

Um dos avistamentos ocorreu na noite de segunda-feira (5), outro foi relatado à polícia por volta do meio-dia (horário local) de quinta-feira (7) e um terceiro era de uma imagem de uma câmera na quarta-feira, que só foi descoberta na noite de ontem.
Anteriormente, a recompensa para ajudar a achar o brasileiro era avaliada em US$ 10 mil (aproximadamente R$ 49,7 mil). Agora, o valor a ser pago para quem fornecer informações de Danilo será de US$ 20 mil (cerca de R$ 99,5 mil).

400 AGENTES PROCURAM POR FUGITIVO
A Polícia Estadual da Pensilvânia aumentou o efetivo policial para o maior tamanho até o momento na busca pelo brasileiro.
Cerca de 400 agentes locais, estaduais e federais estão buscando por Danilo, concentrados em um trecho de floresta de cerca de 13 km² perto de Longwood Gardens, no distrito de Kennett Square, na Pensilvânia.

ENTENDA O CASO
Danilo Cavalcante foi condenado à prisão perpétua no último dia 22 por matar a ex-namorada Deborah, na época com 34 anos, a facadas. Os dois são brasileiros, mas o crime ocorreu na cidade de Phoenixville.

O brasileiro escapou da prisão do condado de Chester na manhã de 31 de agosto. Ele foi classificado como um homem extremamente perigoso.

Segundo a promotoria, Danilo esfaqueou a mulher até a morte na frente dos filhos dela, de 4 e 7 anos. Ele não aceitava o fim do relacionamento. O assassinato ocorreu em abril de 2021.
Após o crime, Cavalcante fugiu para o estado da Virgínia, mas foi preso pela polícia local menos de duas horas após o assassinato.

Sarah Brandão, irmã de Deborah, contou ao UOL em 2021 sobre a dinâmica do que ocorreu: “Foi enquanto ela pegava as compras do supermercado no carro dela, com as crianças. Ele pegou ela pelo cabelo e a golpeou no tórax, deixando as crianças verem tudo”.

Leia Também: Terremoto no Marrocos deixa 2.012 mortos; tremor é o mais letal do país desde 1960

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *