quinta-feira, abril 25, 2024
Famosos

Mia Khalifa despedida após polêmica por apoiar Palestina

A ex-atriz pornô Mia Khalifa foi demitida da empresa Red Light Holland por apoiar os ataques do Hamas a Israel no último sábado, 7 de outubro. A informação foi publicada pelo jornal O Globo, que citou as palavras do CEO da empresa, Todd Shapiro, compartilhadas no X (Twitter).

Shapiro disse que Khalifa foi demitida imediatamente após publicar um tweet em que apoiava os ataques do Hamas. No tweet, Khalifa comparou imagens dos ataques a Israel a um “quadro renascentista” e pediu que os bombardeios fossem filmados na horizontal.

“Considere-se demitida imediatamente”, escreveu Shapiro. “Simplesmente nojento. Por favor, evolua e torne-se um ser humano melhor. O fato de tolerar a morte, a violação, os espancamentos e a tomada de reféns é verdadeiramente nojento. Nenhuma palavra pode explicar sua ignorância.”

Em outra publicação, Shapiro voltou a referir-se ao despedimento de Khalifa, dizendo que ela foi demitida por seus “terríveis tweets e comentários onde tolera os ataques terroristas do Hamas em Israel.”

Red Light Holland Fires Mia Khalifa for Her Appalling Tweets and Comments Condoning Hamas Terrorist Attacks in Israel https://t.co/Tpb926NeHI

Please read as @redlightholland strives to unite, not divide. ️

— Todd Shapiro (@iamToddyTickles) October 10, 2023

Leia Também: Roger Waters perde a paciência com fãs que conversavam em show

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *