segunda-feira, maio 20, 2024
Esportes

Diniz admite excesso de erros, diz que Seleção estranhou gramado no Peru, mas vê saldo positivo

O técnico Fernando Diniz admitiu que a seleção brasileira cometeu muitos erros diante do Peru, nessa terça-feira, mas lembrou que houve dois gols anulados por impedimento e disse que a vitória por 1 a 0, fora de casa, foi merecida.

Em entrevista coletiva após a partida, Diniz afirmou que parte das dificuldades da Seleção foi ocasionada pelas condições do gramado do Estádio Nacional do Peru.

 

– Eu fico satisfeito com o que apresentamos na soma dos dois jogos. No jogo de hoje, era uma atmosfera diferente de Belém, no Pará. A equipe teve que fazer três gols para valer um. Teve aquela margem mínima que demorou 8 minutos para não validar o gol. Não tivemos tanta fluência, estranhamos um pouco o gramado. O que facilitou a marcação, e tivemos mais erros na parte técnica do que o normal. Muito pelo o campo, em algumas tentando jogar de foram acelerada, mas acho que o saldo foi muito positivo – analisou.

– Foi um time que mereceu ganhar. Em que pesem os erros de passe, tivemos muita imposição desde o início da partida.

 

O gol do Brasil foi marcado aos 44 do segundo tempo por Marquinhos. Na primeira etapa, Raphinha e Richarlison também anotaram, mas os gols foram

Para o treinador, o tempo fará com que os conceitos dele sejam mais assimilados pelos atletas.

 

– É algo que iremos refinar com o passar do tempo. Os jogadores vão entender, não precisa vir muita gente para fazer superioridade, é uma questão de ocupação de espaços, circular bem a bola. No segundo tempo, mais do que no primeiro, a gente tentou acelerar demais, não teve paciência pra ir desmanchando a marcação ao poucos. Isso dificultou o nosso jogo também. Teve muito erro de passes certamente pelo campo também. O gramado não é o que os jogadores estão acostumados. Era um campo já diferente de Belém, que embora tivesse em boas condições, era diferente da Europa também. Então teve isso do gramado também – pontuou.

 

A seleção brasileira voltará a campo em 12 de outubro, quando enfrentará a Venezuela, em Cuiabá. Depois, viajará para Montevidéu para encarar o Uruguai.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *