segunda-feira, maio 27, 2024
Esportes

Richarlison quer ajuda psicológica e revela problemas: “Pessoas que só estavam de olho no meu dinheiro”

Não era apenas a falta de gols que vinha atormentando a mente de Richarlison nos últimos meses. De peito aberto, o atacante da seleção brasileira revelou ter vivido problemas fora de campo recentemente e afirmou que vai buscar ajuda psicológica ao voltar à Inglaterra para defender o Tottenham.

Richarlison não entrou em detalhes, mas explicou um pouco do que passou e disse que o pior já passou:

 

– Dentro de campo sou um cara feliz, de equipe, tento ajudar o máximo possível. Às vezes, as coisas não acontecem do jeito que a gente quer. Creio que essa parte é um pouco do lado extracampo que acabou me atrapalhando. Mesmo você querendo fazer as coisas certo, acaba dando errado. Vou continuar focado no clube, a tempestade já passou – declarou o Pombo, antes de completar:

– Passei por um momento turbulento nesses últimos cinco meses fora de campo. Agora as coisas já estão certas dentro de casa. Pessoas que só estavam de olho no meu dinheiro saíram de perto de mim. Agora as coisas vão começar a fluir, tenho certeza que vou pegar uma sequência boa no Tottenham e fazer as coisas acontecer novamente.

 

Recentemente, Richarlison rompeu com o empresário Renato Velasco, que o acompanhava desde o início da carreira. O centroavante também viveu fase muito ruim em seu clube após retornar da Copa do Mundo.

Na última sexta-feira, o jogador chorou no banco de reservas da Seleção após ser substituído no segundo tempo da goleada por 5 a 1 sobre a Bolívia.

 

– Aquele momento triste não foi nem por ter jogado mal, a meu ver não fiz má partida em Belém, foi mais um desabafo pelas coisas que vinham acontecendo fora de campo, que fugiram do controle não da minha parte, mas de pessoas que estavam perto de mim – comentou.

– Vou voltar para a Inglaterra, buscar ajuda psicológica, de um psicólogo, para trabalhar a mente. É isso, voltar mais forte. Creio que vou estar na próxima (convocação), vou trabalhar para isso. É pegar uma sequência boa no Tottenham, essa semana vou sentar conversar com eles, preciso de uma sequência boa, pegar ritmo de jogo e chegar aqui bem.

O camisa 9 da Seleção chegou a marcar vitória por 1 a 0 sobre o Peru, em Lima, mas o gol foi anulado por impedimento.

 

– Fiz o gol, infelizmente não valeu. O que importa é que a equipe saia vitoriosa. Estou feliz de voltar a vestir a camisa da Seleção, estar jogando, feliz. É importante dar uma sequência boa no Tottenham, essa fase ruim vai passar. Pô, que zica. Mas faz parte do futebol, é continuar trabalhando duro, as coisas vão acontecer novamente para mim. Sei do meu potencial, sei do que sou capaz, é continuar trabalhando forte.

 

A seleção brasileira voltará a campo em 12 de outubro, quando enfrentará a Venezuela, em Cuiabá. Depois, viajará para Montevidéu para encarar o Uruguai.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *