terça-feira, maio 21, 2024
Famosos

Brasil ainda é um país muito reprimido no sexo, diz Reynaldo Gianecchini

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Brasil é um país reprimido sexualmente. É o que diz o ator Reynaldo Giannecchini, pelo menos, que durante uma entrevista comentou o interesse do público pela sua sexualidade.

“A gente é um país ainda muito reprimido, isso é uma das coisas mais terríveis, mais causadoras de problemas. Somos sexualmente reprimidos”, afirmou o ator durante uma entrevista à revista Veja.

“Por isso as pessoas querem cuidar da sexualidade alheia, saber se o ator é não sei o quê. Se você está reprimido, julga o outro, porque não quer olhar para sua direção. Em vez de querer saber da sexualidade do outro, faz uma lupa na sua sexualidade.”

O artista de 50 anos no momento trabalha na peça “A Herança”, que depois de fazer temporada em São Paulo estreia esta semana no Rio de Janeiro. Na produção, o ator discute os tabus da homossexualidade em uma história que tem duração de seis horas.

Leia Também: Morre diretor de ‘Carrossel’ e ‘Chiquititas’, Luiz Antônio Piá, aos 81 anos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *