sexta-feira, março 1, 2024
Esportes

Coritiba e Bahia fazem duelo contra a zona de rebaixamento em estreia de Rogério Ceni

Coritiba e Bahia farão um confronto direto na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira, às 20h, se enfrentam no Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR), na sequência da 23ª rodada. Apesar de o objetivo ser o mesmo, a diferença de pontos entre os times já é bem considerável: oito pontos. O jogo contará com a estreia do técnico Rogério Ceni pelo time baiano.

A situação do Coritiba é desesperadora, já que vem de uma sequência de cinco derrotas. Encarou adversários complicados como Botafogo, Flamengo e Red Bull Bragantino, integrantes do G-6, além de Corinthians e Fortaleza.

A última vitória ocorreu em 24 de julho, quando surpreendeu o Fluminense em casa e venceu por 2 a 0. Com os maus resultados, amarga a lanterna (20º) com apenas 14 pontos, mas tem um jogo a menos, diante do São Paulo, pela 22ª rodada.

O técnico Thiago Kosloski deve promover mudanças no Coritiba para fazer um ‘novo campeonato’ após a Data Fifa. O elenco fez uma intertemporada de cinco dias em Itu para iniciar uma reação. Os três reforços da última janela serão relacionados e dois serão titulares.

O volante grego Samaris entrará no lugar de Matheus Bianqui, o que dará mais liberdade para Bruno Gomes chegar ao ataque. Já o atacante argelino Slimani será o homem de referência no setor ofensivo, substituindo Diogo Oliveira. O atacante espanhol Jesé Rodríguez iniciará no banco devido ao menor tempo que teve desde sua chegada.

Além dos reforços, duas mudanças: o goleiro Luan Polli e o zagueiro Thiago Dombroski entram nos lugares de Gabriel e Reynaldo, respectivamente, lesionados.

Kosloski elogiou as atuações, apesar das derrotas, mas cobrou competência do elenco para os próximos jogos. “O mais curioso é que a gente vem jogando bem. Infelizmente, a bola não está entrando. Não coloco o fator sorte. Para mim, é competência. Temos que melhorar a competência, mas as atuações nos dão esperança.”

A situação do Bahia, apesar de também ser desconfortável, ainda está sob controle. Com 22 pontos, ocupa o 16º lugar, logo acima do Santos, que abre a zona de rebaixamento em 17º, com 21. O time baiano não vence há dois jogos, em que enfrentou os cariocas Botafogo (derrota por 3 a 0) e Vasco (empate por 1 a 1).

Para respirar nesta rodada, precisará desafiar seu próprio retrospecto como visitante. Em 11 jogos, conquistou apenas uma vitória, superando o Vasco por 1 a 0 na terceira rodada. Nas outras partidas, foram três empates e sete derrotas.

A grande mudança foi a chegada do técnico Rogério Ceni, que fará sua estreia no lugar do português Renato Paiva. Ele terá desfalques do zagueiro David Duarte, do lateral-direito André e do meia Cauly, todos em recuperação. Na defesa, Victor Hugo também não joga, mas por suspensão, e deve ser substituído por Gabriel Xavier.

O ataque também pode sofrer alterações, mas por opções técnicas. Rafael Ratão, que vinha atuando como ponta, pode ser deslocado para ser a referência no setor. Com isso, Everaldo iniciaria no banco de reservas para a entrada de Luciano Juba como ponta.

Ceni demonstrou estar motivado com o início do trabalho e admitiu que a permanência na elite será o grande objetivo do Bahia. “Em todos os clubes que passei fiz o melhor. Trato como oportunidade da minha vida. O objetivo principal é permanecer na Série A. O segundo objetivo é conseguir uma vaga na Copa Sul-Americana. Esses três meses são fundamentais para o futuro do Bahia, para o que se quer construir no clube.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *