domingo, maio 19, 2024
Meio Ambiente

Tartarugas da Baía de Guanabara mostram resistência a antibióticos

As tartarugas da Baía de Guanabara mostram resistência a antibióticos. A informação é de um estudo conjunto entre universidades públicas do Rio de Janeiro e a Universidade Federal do Rio Grande, no Rio Grande do Sul.

O objetivo da pesquisa foi avaliar a resistência aos antimicrobianos nas tartarugas marinhas em associação com fatores de poluição ambiental.

A pesquisadora Rosane Silva, professora do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio deJaneiro, explica como acontece a contaminação do ambiente por genes e bactérias resistentes a antimicrobianos.

O estudo é importante para o monitoramento de bactérias resistentes no meio ambiente e para o estabelecimento de políticas públicas para lidar com a questão. A pesquisadora ressalta que a pandemia fez aumentar o uso dos antimicrobianos, o que pode ter agravado a propagação de genes de resistência pelo ecossistema.

O grupo realizou duas incursões para o monitoramento da tartaruga verde, na Baía de Guanabara. Antes de serem devolvidos ao mar, cada animal é avaliado quanto ao seu estado de saúde, peso, tamanho, presença ou não de tumores, além de terem materiais coletados para análises laboratoriais.

A pesquisadora Rosane Silva explica que as tartarugas marinhas juvenis são sentinelas da poluição ambiental, principalmente em áreas costais com alta densidade humana. A tartaruga verde é a espécie mais abundante no litoral brasileiro, porém em declínio, devido a poluição e a pesca marinha, já que passam a maior parte de sua vida em ambientes costeiros.

Assim, o biomonitoramento dos habitats marinhos é importante para instituir programas de regulação da conservação e restringir o despejo de poluentes no meio ambiente. O uso inadequado de antibióticos e sua aplicação na agropecuária acarreta o aumenta a resistência em bactérias, tornando-se um problema de saúde pública.

O estudo sobre as tartarugas é financiado pela FAPERJ após uma seleção de projetos submetidos a editais específicos. Caso seja selecionado, o pesquisador se compromete a divulgar o nome da agência que financiou o projeto.

Meio Ambiente Rio de Janeiro 10/09/2023 – 09:05 Nádia Faggiani / Alessandra Esteves Tatiana Alves – Repórter Rádio Nacional tartarugas marinhas antibióticos pesquisa UFRS poluição domingo, 10 Setembro, 2023 – 09:05 3:18

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *