domingo, março 3, 2024
M de Mulher

Água quente no cabelo faz mal? Saiba o que acontece e quais são os benefícios para os fios oleosos

No inverno, a hora do banho vira um dilema, principalmente para quem tem o cabelo médio ou longo. Afinal, lavar os fios com água quente resseca? A dermatologista Simone Stringhini esclarece o que acontece. E acredite, lavar o cabelo com água quente pode ser benéfico para alguns tipos de fios.

Para explicar, ela faz uma comparação com uma panela suja de óleo: “Como limpamos essa panela? Com água quente e detergente. Ou seja, usando água quente e xampu, na verdade, estamos tirando o óleo do fio. E quando você tira o óleo da haste capilar, você faz com que o fio fique mais ressecado, tira o brilho.”

Não significa que a partir de hoje você terá que esquecer o banho quente para poupar o cabelo do ressecamento, ameniza a dermatologista. “Não precisa lavar o cabelo com água gelada, você pode devolver essa oleosidade. Realmente, o inverno não combina com água fria.”

 

E se o contato com a água fria está fora dos seus planos, a dermatologista Vivian Armelin sugere duas opções práticas: “O essencial é reduzir o calor da água para uma temperatura mais morna e diminuir o tempo do banho.”

 

Água quente no cabelo faz mal? Saiba o que acontece e quais são os benefícios para os fios oleosos — Foto: Freepik

Água quente no cabelo faz mal? Saiba o que acontece e quais são os benefícios para os fios oleosos — Foto: Freepik

Aprenda a refazer a hidratação ao lavar o cabelo com água quente

Para quem insiste no banho quente, a Dra. Simone orienta: “Se vai lavar o cabelo com água quente, então passe o xampu mais no couro cabeludo. E para devolver a oleosidade que a água quente e o xampu tiraram do seu cabelo, use um creme rinse, um condicionador ou um creme com óleo.”

Já para as pessoas com cabelos mais longos, a atenção deve aumentar: “O óleo é produzido pelas glândulas sebáceas que estão no couro cabeludo e o óleo se derrama pelo fio. Quanto mais longo for, mais ressecado ele vai ser nas pontas, pois o óleo não consegue atingir as pontinhas”. Ela acrescenta que fios com alguma química, seja alisamento ou cacho, tinta ou descolorante, tendem a ser mais ressecados.

 

Veja o passo a passo indicado para recuperar a hidratação:

  1. Aplicar um óleo pré-banho nos fios: “Eu gosto muito do argan, mas pode ser qualquer outro óleo”;
  2. Antes de entrar no banho, deixe o óleo agir de 5 a 10 minutos;
  3. Lavar com água morna e xampu, tentando fazer com que o xampu atue mais no couro cabeludo: “A finalidade do xampu é limpar o couro cabeludo, quando ele pega o fio, já chega meio diluído.”
  4. Por fim, passe o creme condicionador ou o creme rinse;
  5. Se achar que ainda está um pouco ressecado, complemente com creme para pentear (sem enxague).

 

Água quente no cabelo faz mal? Saiba o que acontece e quais são os benefícios para os fios oleosos — Foto: Freepik

Água quente no cabelo faz mal? Saiba o que acontece e quais são os benefícios para os fios oleosos — Foto: Freepik

Máscara hidratante e óleo capilar: aliados dos cabelos no inverno

Especialista em tratamentos capilares, Vivian Armelin indica os tipos de produtos ideais para ajudar a potencializar essa hidratação: “A máscara capilar para cabelos danificados promove uma reestruturação que recupera a saúde do fio. E o óleo para todos os tipos de cabelos proporciona um efeito gloss com nutrição e proteção dos fios.”

 

Simone Stringhini é fã das máscaras hidratantes como opção para a recuperação da hidratação dos cabelos. “Vale usar uma vez na semana ou ir ao seu cabeleireiro para fazer uma hidratação mais forte. Mas eu gosto muito da máscara hidratante: você passa no cabelo e usa uma touca de banho para ocluir”, ensina. Segundo ela, quando oclui, o óleo presente na máscara penetra mais.

 

E o óleo também pode ser mais uma opção: “Se você tem cabelo com tintura ou que está muito seco, é só fazer essa mesma hidratação, mas com óleo. Em vez de deixar só uns 5 ou 10 minutos, vai passar o óleo no cabelo todo, botar uma máscara e deixar agir por 1 ou 2 horas. E depois é só enxaguar para tirar o excesso.”

 

“É importante manter uma rotina de hidratação, nutrição e reconstrução, já que o cabelo sofre danos com o uso de ferramentas de calor. Uma boa opção para o dia a dia é finalizar o uso do secador com o jato frio para selar as cutículas”, acrescenta Vivian, com uma dica bônus para dar um up no cabelo ao longo do dia: “Leve na bolsa um spray de brilho indicado para todos os tipos de cabelo. Além de proteger os fios, ele dá brilho luminoso e maciez.”

 

Água quente no cabelo faz mal? Saiba o que acontece e quais são os benefícios para os fios oleosos — Foto: Freepik

Água quente no cabelo faz mal? Saiba o que acontece e quais são os benefícios para os fios oleosos — Foto: Freepik

Qual o benefício de lavar o cabelo com água quente?

Alguns tipos de cabelo são beneficiados com a combinação de água quente e shampoo. “A água quente é excelente para quem tem cabelo oleoso, para quem tem couro cabelo oleoso”, afirma Simone. Segundo a dermatologista, do mesmo jeito que a água quente com o shampoo tira o óleo e acaba ressecando, esse efeito acaba sendo positivo para o couro cabeludo oleoso. “Principalmente para quem tem caspa, a dermatite seborreica. A melhor opção, diferentemente do que se fala por aí, é lavar com água quente.”

 

Os efeitos da água quente nos cabelos tingidos

“A água quente não compromete os cabelos tingidos”, garante a especialista. Ela explica que a tinta penetra no fio e altera a cor dentro dele, ou seja, não fica na superfície. “Assim, tanto faz água quente ou fria. Uma vez que o fio é tingido, não tem mais como tirar a tinta, ela sai na medida que o cabelo é cortado”, explica ela. O cabelo que é submetido à coloração, na verdade, passa por uma alteração química: “Há um certo enfraquecimento, o fio fica mais ressecado. E se colocar mais um fator que vai ressecar (água quente + shampoo), ele pode se tornar ainda mais seco.” Água fria dá brilho ao cabelo?

Embora muita gente acredite que a água fria aumente o brilho dos cabelos, a dermatologista desfaz essa crença: “Não é que a água fria dê mais brilho aos cabelos. Na verdade, ela tira menos o óleo do fio e o que dá brilho é o óleo. Então, se você tirar menos o óleo, o cabelo vai ficar mais brilhante. Mas não é porque é água fria.” Qual a frequência ideal para lavar os cabelos?

 

A dermatologista afirma que o ideal é lavar os cabelos todos os dias: “O couro cabeludo e o cabelo ficam sujos, principalmente se você andar na rua. Pessoas que têm o couro cabeludo oleoso e dermatite seborreica (caspa), é mandatório.”,

“E lembrando que a oleosidade do couro cabeludo aumenta no inverno, então a dermatite e a caspa também aumentam, é mais mandatório ainda”, reforça a especialista, acrescentando que se a pessoa não tem dermatite, tem o couro cabeludo limpinho e não sai muito de casa, pode lavar o cabelo a cada 1 ou 2 dias.

Saiba como usar o secador de cabelo após o banho de forma correta

 

Água quente no cabelo faz mal? Saiba o que acontece e quais são os benefícios para os fios oleosos — Foto: Freepik

Água quente no cabelo faz mal? Saiba o que acontece e quais são os benefícios para os fios oleosos — Foto: Freepik

Vivian Armelin lembra que durante os dias mais frios, os cabelos demoram mais para secar naturalmente e por isso o uso do sacador é um aliado importante. “Dormir com os fios molhados ou passar uma grande quantidade de tempo com eles úmidos, além de ser desconfortável, não é recomendado para a saúde capilar e do couro cabeludo”, explica.

“Mas nunca use o secador antes de passar protetor térmico em todo o comprimento dos fios. O produto funciona como uma película protetora ao redor das mechas e protege a fibra capilar do ar quente, evitando o ressecamento do cabelo”, alerta a dermato.

 

Segundo ela, o secador deve ser usado a uma distância de cerca de 15 a 20 centímetros do cabelo: “Assim, evita que o calor prejudique os fios e o couro cabeludo. Evite também manter o jato quente no mesmo local por mais de 4 segundos.”

 

A temperatura ideal para lavar os cabelos

A água morna é a temperatura ideal para lavar os cabelos. “No inverno, a gente tenta colocar o mínimo suportável para o banho. Não é lavar com aquela água escaldante, mas quando o cabelo é seco, o ideal mesmo é água gelada”, avisa a médica.

 

Simone Stringhini lembra, no entanto, que mesmo a água gelada com o shampoo vai tirar o óleo dos fios, mas não tanto: “Vamos pegar aquela panela que estava com óleo e limpar só com água fria e detergente. Vai tirar um pouco do óleo, mas se você limpar com água quente e detergente, vai tirar totalmente. Funciona igual.”

 

Desta forma, os efeitos da água quente nos cabelos são os mesmos, só que o impacto que muda:

  • Cabelo seco: a água quente com shampoo vai ressecar muito.
  • Cabelo misto: a água quente com shampoo vai ressecar um pouco menos.
  • Cabelo oleoso: a água quente com shampoo vai normalizar.

 

“Então, a água quente é boa para couro cabeludo oleoso e fios oleosos. Não é tão boa para fios mistos e é muito ruim para fios secos. Mas refazendo a hidratação do fio como eu ensinei, a gente não precisa tornar o banho uma tortura”, pondera.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *