script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js?client=ca-pub-2913509317834347" crossorigin="anonymous"> Confira cuidados com a maquiagem para peles com acne
sexta-feira, junho 14, 2024
M de Mulher

Confira cuidados com a maquiagem para peles com acne

A acne é bastante comum – e não só na adolescência como se pode pensar em um primeiro momento. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, mais da metade dos brasileiros sofre com essa inflamação na pele, sendo a condição dermatológica mais frequente no país.

Diante desse cenário, o dermatologista Otávio Macedo, membro das Academias Americana e Europeia de Dermatologia, diz que uma das perguntas mais frequented dos pacientes que sofrem com esse problema é sobre a possibilidade de usar maquiagem.

“ Pessoas que têm acne podem, sim, usar maquiagem. Já existem várias linhas de produtos específicos para pele oleosa e com tendência a acne. Inclusive, alguns filtros solares já vêm com cor, o que dá uma boa disfarçada, tanto nas lesões inflamatórias quanto naquelas manchinhas que às vezes ficam depois da acne estar tratada”, diz o médico.

Boas opções de maquiagem

Observar o rótulo e as indicações do tipo de pele do produto é o primeiro passo para quem tem acne escolher quais maquiagens usar. Otávio destaca, em especial, opções com tons matificantes, que permitem uma textura mais seca, como uma boa alternativa.

“Um termo comum nas embalagens é ‘não comedogênico’. Isso indica que a maquiagem foi desenvolvida especialmente para evitar inflamações nos poros . Especialmente para quem tem acne, é interessante verificar essa informação”, afirma Otávio.

Outra tendência que cresceu ao longo dos últimos anos são as maquiagens minerais. Esses produtos não incluem substâncias que pioram as inflamações, como parabenos e corantes, além de terem propriedades naturais anti-inflamatórias.

Remover a maquiagem é essencial

Além da necessidade de buscar produtos específicos para peles oleosas, o dermatologista lembra da importância dos cuidados após o uso da maquiagem. Otávio afirma que, embora as maquiagens sejam próprias para o tipo de pele, é fundamental remover quaisquer resíduos antes de dormir.

A acne se forma quando há maior produção de sebo e queratina, e diante desse processo, os poros podem ser colonizados por bactérias, gerando inflamação. E a não remoção da maquiagem pode, inclusive, piorar os quadros de acne. Lesões não tratadas e cravos não eliminados podem, então, progredir.

“Mesmo em momentos de cansaço ou chegando da balada, é essencial limpar a pele. Use espumas de limpeza e demaquilantes, além de lavar bem o rosto. Porque os restos de maquiagem também podem prejudicar e obstruir mais os poros, assim como os cravinhos”, diz Otávio.

Maquiagem melhora a autoestima

Um dos principais estudos sobre o impacto psicológico da acne, publicado na Inglaterra, mostrou que os efeitos na qualidade de vida de quem sofre com essas inflamações na pele são equivalentes aos de quem possui asma, artrite e diabetes.

Por serem quadros muito abrangentes que dependem de múltiplos fatores, o tratamento para acne é variável e a consulta dermatológica é indicada. Otávio comenta que as diretrizes mais recentes indicam, em geral, o uso de retinoide tópico e antimicrobianos (como géis antiacne).

“O uso de maquiagem também vem sendo discutido como um ativo importante no tratamento da acne, já que, embora não tenha efeitos físicos na cura das lesões, tem impactos diretos no estado psicológico dos pacientes. O processo pode ser longo e a camuflagem é uma maneira de melhorar a qualidade de vida de quem tem acne”, finaliza Otávio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *