script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js?client=ca-pub-2913509317834347" crossorigin="anonymous"> Laudo sobre prontuário médico não aponta deslocamento recente de silicone de ex de Antony
terça-feira, maio 28, 2024
Esportes

Laudo sobre prontuário médico não aponta deslocamento recente de silicone de ex de Antony

LUCIANO TRINDADE, ISABELLA MENON E ROGÉRIO PAGNAN
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A DJ e influenciadora digital Gabriela Cavallin, 22, que acusa de violência doméstica o jogador Antony, 23, disse à polícia de São Paulo que, em um dos episódios de agressão, sofreu uma pancada no peito que provocou o deslocamento da prótese de silicone. Por isso, teria sido obrigada a realizar uma cirurgia corretora na mama com médico no interior do estado.

De acordo com laudo da polícia obtido pela Folha de S.Paulo, que faz parte do inquérito, não há registro, porém, de rotacionamento recente da prótese no prontuário médico de Gabriela. A única informação sobre tal problema é de maio de 2020, época em que ela ainda não havia conhecido o atacante.

Na época, houve diagnóstico da necessidade de cirurgia corretora, mas, conforme o documento e a defesa da influenciadora, ela preferiu não realizá-la.

O problema recente que levou a Gabriela ao médico em março de 2023, ainda segundo o prontuário médico, seria a “queixa de mama caída” e o “desejo de melhor definição abdominal”. O motivo da mama caída, segundo o médico, seria “prótese pesada”.

Em razão disso, a perícia concluiu no documento, pelo exame indireto, que, devido a um lapso temporal entre o registro de uma rotação da prótese em maio de 2020 e de mamas caídas em março de 2023, “não é possível aferir a causa do deslocamento da prótese”.

Por isso, o laudo da polícia indica não ser possível atestar que houve ofensa à integridade física da mulher.
Segundo prontuário assinado pelo cirurgião plástico Denis Colnago, de Presidente Prudente (SP), Gabriela esteve em seu consultório em 11 de maio de 2020. Na ocasião, segundo ele, a paciente apresentava rotacionamento da prótese do lado esquerdo após queda durante o banho.
Ainda de acordo com o documento, foi indicada a necessidade de cirurgia, porque o problema não fora corrigido manualmente por ele.

O advogado Daniel Bialski, que representa Gabriela, afirmou por nota que, após a lesão de 2020, não foi necessário procedimento cirúrgico e que o problema foi corrigido no consultório de outro médico.

Segundo o advogado, após passar pelo cirurgião Colnago, ela esteve no consultório do médico Eduardo Perseu de Paiva, que corrigiu o problema em consultório, sem anestesia, de forma manual, rotacionando a prótese de volta para o lugar correto. “Por essa razão, não houve intervenção cirúrgica na época”, diz.
Este prontuário, porém, não consta no inquérito da polícia.

A reportagem entrou em contato com a clínica do cirurgião Perseu de Pava, que confirmou que Gabriela esteve no consultório no dia 12 de maio de 2020, queixando-se da prótese virada, e que a questão foi resolvida dentro do consultório.
Ainda segundo Bialski, na visita ao médico Colnago em 2023, Gabriela não relatou as agressões sofridas pelo namorado porque ainda matinha relação com ele.

“Por essa razão, [ela] tinha medo de expor o real motivo que ocasionou a lesão. A gravidade, todavia, foi constatada durante a cirurgia”, informou a assessoria.

No inquérito policial, consta que a Polícia Civil de São Paulo solicitou ao cirurgião plástico de Gabriela o encaminhamento das mensagens trocadas entre ele a paciente. Colnago respondeu aos policiais que não encaminharia as conversas, atendendo um pedido da paciente.
A suposta agressão mencionada por Gabriela, que provocou segundo ela o rotacionamento das próteses dos seios, teria ocorrido em 15 de janeiro de 2023.

Ainda de acordo com o prontuário anexado ao inquérito, a DJ teve uma consulta de pré-operatório no dia 5 de abril de 2023 e, no mesmo dia, realizou o procedimento “sem intercorrências”. A paciente tinha indicação de mastopexia, mas não queria cicatrizes.

Em 26 de abril e 16 de maio, ela teve duas consultas de pós-operatório, descritas como “sem intercorrências e sem informações de relevância acerca dos fatos”.

ANTONY NEGA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
Antony e Gabriela se conheceram em 2021, em São Paulo, quando ele era jogador do Ajax, da Holanda, e era casado com outra mulher. Ela afirma que se mudou para Amsterdã e, em março de 2022, engravidou dele. De acordo com a DJ, a primeira agressão física ocorreu quando ela estava grávida, em férias no Brasil, em 1º de junho de 2022, após os dois terem deixado uma casa noturna na Vila Olímpia.

No inquérito, obtido pela Folha de S.Paulo, ela afirma que as agressões continuaram. A jovem narra um episódio de agressão em janeiro deste ano, em Manchester, na Inglaterra. A briga teria sido motivada por uma crise de ciúmes de Antony, que a questionava sobre relacionamentos antigos. Foi durante essa briga que ela teria levado um soco que rotacionou o silicone dos seios.

Nesse dia, a DJ recebeu atendimento de uma médica inglesa chamada Hina Tehseen em seu quarto no hotel Hyatt, em Manchester. A conversa com a profissional no próprio dia –ela levou medicamentos ao quarto da influencer– é uma das evidências anexadas no inquérito policial.

Entre as trocas de mensagens apresentadas pelos representantes de Gabriela, há uma conversa dela com Antony em janeiro deste ano. Nela, o atacante pergunta o que a médica disse e a DJ responde que foram prescritos medicamentos para dor.

“[A médica] disse que é melhor operar e trocar a prótese, pois já é a terceira vez que machuca assim e ela pode estourar a qualquer momento. Já está mostrando que pode estourar. Criando bolhas”, diz a DJ na mensagem.

Em entrevista ao SBT, Antony negou a acusação e afirmou que ela já havia rotacionado a prótese três anos antes. “Desde 2020, antes de eu conhecer ela, ela já tinha um negócio no silicone para trocar”, disse o jogador.

Na entrevista, ele admitiu que a relação do casal era conturbada e que brigas eram constantes, mas negou violência doméstica.
O inquérito segue em segredo de justiça, e as investigações do caso ainda estão em curso. O prazo para a conclusão da investigação é o início de novembro.

Leia Também: Salah brilha, Liverpool derrota Wolverhampton e chega a 16 jogos de invencibilidade no Inglês

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *