sexta-feira, maio 24, 2024
Esportes

Flamengo paga multa no STJD e evita risco de perder Gerson para a final

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Flamengo pagou uma multa no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para não ter risco de perder o volante Gerson para o segundo jogo da final da Copa do Brasil, contra o São Paulo, no Morumbi.

O camisa 8 foi expulso contra o Athletico-PR, nas quartas de final, e denunciado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que fala em “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”.

Ele foi julgado no dia 21 do mês passado e absolvido, mas a Procuradoria do STJD recorreu ao Pleno.

Caso o tribunal mudasse o entendimento quanto à punição a Gerson, havia o risco do volante não poder atuar no Morumbi.

Assim, o Flamengo propôs uma Transação Disciplinar, e a homologação foi aceita pelo relator Ivo Amaral. O clube da Gávea pagou R$ 100 mil para dar o episódio como encerrado.

No mesmo jogo, o zagueiro Thiago Heleno, do Athletico-PR recebeu cartão vermelho e acabou suspenso por duas partidas. O clube paranaense também optou pelo acordo e desembolsou R$ 60 mil.

As quantias serão repassadas à Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O Flamengo perdeu o primeiro jogo da final por por 1 a 0, no Maracanã, e terá de vencer no Morumbi por dois ou mais gols para ser campeão.Veja nota do STJD:

“O Pleno do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) homologou nesta segunda-feira (18) a Transação Disciplinar acordada por Flamengo e Athletico-PR com a Procuradoria da Justiça Desportiva. A proposta feita pelos dois clubes envolve o julgamento do volante Gerson, do Flamengo, e do zagueiro Thiago Heleno, do Athletico-PR, expulsos na partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil.

Com a homologação aceita pelo relator Ivo Amaral, o Flamengo pagará a multa máxima de R$ 100 mil, enquanto o clube paranaense terá que desembolsar R$ 60 mil. No julgamento realizado na primeira instância, no mês passado, Thiago Heleno foi suspenso por 2 partidas. Na ocasião, Gerson foi absolvido.

As quantias serão repassadas à Confederação Brasileira de Futebol (CBF)”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *