quarta-feira, maio 22, 2024
Famosos

Globo vai à Justiça para tirar do ar ‘o maior pirata de novelas’ do Brasil

ARACAJU, SE (FOLHAPRESS) – A Globo entrou na Justiça e fez uma operação contra a página Carol Novelas, que vende na internet cerca de 500 novelas brasileiras completas para fãs do gênero. Os advogados da emissora dizem que Leandro da Silva Evangelista, dono do site e alvo da ação, é “o maior pirata de novela” do país pela robustez do que disponibiliza. Até tramas raras e que não estão no streaming são vendidas.

A reportagem teve acesso aos documentos da ação, que correm conjuntamente na 8ª Vara Cível e na 1ª Vara Empresarial do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo).

No site, Evangelista diz que tem em acervo diversas tramas de todas as emissoras. Além de Globo, estão disponíveis algumas produções estrangeiras, e de outras TVs, como SBT, Record, Band, e a extinta Rede Manchete (1983-1999).

Até mesmo a pioneira Tupi, primeira emissora brasileira, tem uma novela no catálogo. A trama em questão é “Gaivotas” (1979), uma de suas últimas produções, antes de sair do ar, em 1980.

A variedade e a quantidade de itens do acervo impressionou os advogados da Globo, que fazem varreduras para derrubar o conteúdo, disponibilizado de forma ilegal na internet, e que fere a legislação dos direitos autorais. Para que o cliente tenha acesso ao acervo, Leandro cobra um valor único de R$ 220.

Assim que o valor é pago, a equipe do Carol Novelas, composta por três pessoas, envia ao interessado um arquivo no Google Drive que dá direito a qualquer produção que ele queira. A reportagem conseguiu ter acesso ao conteúdo. A qualidade de imagem é alta, mesmo em novelas mais antigas dos anos 1980 e 1990.

FRCASSOS PERDIDOS E SUCESSOS IGNORADOS PELO GLOBOPLAY

A Globo chamou a atenção para o fato de Evangelista ter produções que, atualmente, só estão em arquivos da emissora. É o caso de “Olho no Olho”, novela de 1993 protagonizada por Tony Ramos. Ela falava sobre seres paranormais que tinham poderes especiais, como um prelúdio de “Os Mutantes” (2008), da Record. A trama ganhou fama de satanista na época e jamais foi reprisada ou disponibilizada.

Outro exemplo é “O Amor Está no Ar” (1996), primeira novela protagonizada por Rodrigo Santoro em sua carreira, e considerada um grande fracasso no horário das seis da Globo. A produção tinha como um de seus argumentos os extraterrestres e a possível existência de vida fora da Terra. Seu desempenho foi tão ruim que teve o final antecipado.

Quem também está no catálogo na íntegra é “De Corpo e Alma” (1992), primeira novela solo de Gloria Perez no horário nobre da Globo e marcada pelo assassinato de sua filha, a atriz Daniella Perez (1970-1992), pelo seu colega de elenco, o ator Guilherme de Pádua (1969-2022).

Mas não é só de tramas perdidas ou fracassadas que vive o catálogo. Sucessos esquecidos também estão lá. É o caso da primeira versão de “Ti Ti Ti”, datada de 1985 e assinada por Cassiano Gabus Mendes. Um fenômeno de público na época, o folhetim não é reexibido pela Globo desde 1988. O Globoplay só tem o remake da produção, que foi ao ar em 2010.

Outro exemplo de sucesso que está na página e não está no Globoplay é “Hipertensão”, produção de 1987 no horário das sete e que jamais foi reexibida pela Globo. Escrita por Ivani Ribeiro (1922-1995), a mesma autora de “A Viagem” (1994), a trama tem a peculiaridade de ter Cesar Filho, atualmente jornalista e apresentador da Record, em um de seus papéis principais.

Tramas que estão no ar atualmente, como “Terra e Paixão”, e a finalizada recentemente “Vai na Fé” (2023) também estão disponíveis.

GLOBO PEDE DINHEIRO E RETIRADA DO AR

Para punir Evangelista, a Globo pediu a retirada do ar imediata e que ele seja impedido de vender o catálogo que tem e que a emissora considerou “concorrência desleal”. A empresa pede uma indenização de R$ 100 mil por danos morais.

Procurada pela reportagem, a Globo diz que não comenta casos judiciais em curso. A reportagem tentou entrar em contato com o blog Carol Novelas através do email fornecido pela página. Foram enviadas duas mensagens, sem resposta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *