terça-feira, abril 23, 2024
Famosos

Sean Combs, o Puff Daddy, faz acordo com cantora um dia após denúncia de estupro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A cantora Cassie e o rapper e produtor Sean Combs, o Puff Daddy, chegaram a um acordo “amigável” nesta sexta (17), um dia após a artista apresentar uma denúncia de estupro contra ele.

Na quinta (16), Cassie apresentou documentos à corte americana em que acusava o artista de reproduzir um padrão de controle e abuso enquanto ela trabalhava em sua gravadora, a Bad Boy Records.

“Decidi resolver este assunto amigavelmente em termos de que tenho algum nível de controle. Quero agradecer à minha família, fãs e advogados pelo seu apoio”, disse a cantora em um comunicado na noite de sexta-feira (17).

Combs também se pronunciou sobre o acordo: “Decidimos resolver este assunto amigavelmente. Desejo a Cassie e sua família tudo de melhor. Amor.”

A ação nomeava a Bad Boy Records e outras empresas afiliadas à Combs como cúmplices do abuso.

A vocalista namorou o rapper entre 2005 e 2018. Segundo ela, nesse período, Combs a obrigou a usar drogas, a espancou em diversas ocasiões e a forçou a fazer sexo com outros homens -filmando os últimos encontros. No fim do relacionamento, ele teria invadido a casa de Cassie e a violentado sexualmente. O advogado de Combs, Ben Brafman, negou veementemente as acusações.

Segundo a denúncia, apresentada em um tribunal federal de Manhattan, quando Cassie conheceu o produtor, ela tinha 19 anos e ele 37. Ele a contratou para sua gravadora e pouco depois iniciaram um relacionamento.

O rapper acusou a ex-namorada de tentar manchar sua reputação por dinheiro. Sean Combs é hoje uma das principais figuras do mercado do hip-hop. Fundador da Bad Boy nos anos 1990 e conhecido também como Puff Daddy e Diddy.

Leia Também: Fãs de Taylor Swift relatam arrastão na saída de show adiado no Rio de Janeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *