sexta-feira, maio 24, 2024
M de Mulher

O que a drenagem linfática, a massagem shiatsu e a modeladora têm em comum? Descubra 5 benefícios

Que tal uma massagem relaxante para aliviar o estresse após um dia agitado? Esse é o objetivo desejado de muita gente que busca na massoterapia uma fórmula para se recuperar das tensões e dores musculares decorrentes da rotina intensa. E graças aos profissionais desta área, as técnicas atendem cada vez mais às necessidades de cada pessoa.

 

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, cerca de 80% da população mundial já sofreu ou sofrerá com dores na coluna e isso pode desencadear outros tipos de problemas. Nestes casos, a massagem entra como um importante aliado nessa prevenção ou para amenizar as dores.

 

Algumas técnicas ainda são eficientes para quem busca resultados estéticos, como a drenagem linfática e a massagem modeladora; para atletas que desejam uma melhor performance nas suas modalidades esportivas, como a massagem desportiva; ou para quem deseja relaxamento físico e mental, a massagem shiatsu é uma opção indicada.

 

Quais são os benefícios das massagens?

 

A massagem, de modo geral, tem excelentes benefícios para a circulação sanguínea, para a postura, para dores e tensões do corpo, além de promover o relaxamento físico e mental. “Devido à correria e ao estresse do trabalho e da vida pessoal, as doenças da modernidade são cada vez mais constantes em nossas vidas”, aponta César Suzuki, especialista em Terapias Manuais.

 

“Devemos dar atenção, separando uma parcela de tempo para nos tratarmos e, consequentemente, termos mais qualidade de vida e bem-estar através de terapias manuais como a massagem”, reforça o professor de massoterapia do Espaço Bergqvist.

 

Veja 5 benefícios em comum das massagens:

 

  1. Estimula a circulação sanguínea
  2. Melhora a postura
  3. Alivia dores e tensões do corpo
  4. Relaxamento físico e mental
  5. Combate o estresse

 

O especialistas acrescenta que não há idade certa para começar. “Crianças podem receber a Shantala e um idoso pode receber tanto o Shiatsu quanto uma massagem relaxante. Quanto antes conseguirmos explorar esses benefícios para o nosso corpo, melhores frutos serão colhidos no futuro. Os orientais, por exemplo, que incluem a massagem como rotina, apresentam uma das maiores longevidades do mundo.”

 

Veja o que massoterapeutas e fisioterapeutas especializados em diferentes técnicas destacam sobre os tipos massagem e como elas podem contribuir para o seu bem-estar!

 

Drenagem Linfática: benefícios, antes e depois e pós-operatório

 

A drenagem linfática tem benefícios para além da estética e ajuda a diminuir a retenção de líquido e eliminar as toxinas — Foto: Freepik

A drenagem linfática tem benefícios para além da estética e ajuda a diminuir a retenção de líquido e eliminar as toxinas — Foto: Freepik

A drenagem linfática é muito buscada com o objetivo de desinchar. De acordo com a massoterapeuta Raquel Umb, que atende nomes como Bruna Griphão, Cintia Dicker e Fernanda Gentil, os benefícios vão além da estética:

 

“A drenagem linfática elimina a retenção de líquido e as toxinas, e com isso ativa a circulação sanguínea e também combate a celulite; melhora a oxigenação dos tecidos; ajuda na recuperação de lesões e também favorece a cicatrização, por isso é procurada para o pós-operatório; ameniza sintomas da TPM; melhora a ansiedade; reduz os hematomas:, melhora o funcionamento do intestino. No final, dá uma sensação de alívio e bem-estar.”

 

A especialista alerta que a massagem não deve causar dor durante a sessão e que o resultado de antes e depois é imediato. “Já na primeira sessão. Mas vai variar muito de acordo com o metabolismo de cada pessoa e depende do inchaço que ela tem. Na minha clínica, o protocolo é que se faça uma vez na semana, para que a gente consiga manter e melhorar esses resultados”, explica. Na drenagem linfática, os líquidos que causam o inchaço são direcionados para o sangue, filtrados pelos rins e, em seguida, eliminados através da urina.

 

Já a drenagem linfática pós-operatório foi difundida para ser realizada após cirurgias, principalmente nas plásticas, porque reduz o inchaço, potencializa a cicatrização e evita alguns problemas decorrentes do pós-operatório, como fibrose e seroma, explica ela. “O profissional dessa especialidade tem que deter o conhecimento e entender as consequências que podem gerar uma má drenagem linfática de pós-operatório. Muitas vezes, pode ser necessário entrar com outras técnicas complementares.”

 

Entre as contraindicações da drenagem linfática, a especialista lista pessoas com:

 

  • Processos inflamatórios e infecciosos agudos (para evitar disseminar a infecção com a aceleração do fluxo linfático)
  • Edemas oriundos de insuficiências renais, hepáticos ou cardíacos não controlados (a sobrecarga do fluxo linfático pode levar à congestão das estruturas por patologias de base)
  • Insuficiência renal aguda (o aumento do aporte líquido a ser filtrado pelo rim pode causar um colapso no sistema renal)
  • Febre (a drenagem linfática pode disseminar os processos infecciosos)
  • Trombose (não é recomendado a menos que tenha autorização do médico)

 

Massagem Modeladora: o que é e como causa a perda de medidas já na primeira sessão

 

Especialista explica que a massagem modeladora tem um ótimo benefício terapêutico, mas não ajuda a perder peso, apenas medidas — Foto: Freepik

Especialista explica que a massagem modeladora tem um ótimo benefício terapêutico, mas não ajuda a perder peso, apenas medidas — Foto: Freepik

Uma das técnicas muito buscadas para fins estéticos, a massagem modeladora garante resultados efetivos já na primeira sessão. Renata França, criadora do método Miracle Touch, explica os efeitos: “A massagem modeladora tem o objetivo de ‘modelar’ os adipócitos, que são células do tecido adiposo que armazenam gordura. Na verdade, as manobras da modeladora movem a gordura para o lugar ‘certo’. O resultado é um corpo naturalmente mais modelado, uma silhueta mais curvilínea.”

 

Para quem teme sentir dor durante a sessão, a profissional afirma que pode variar. “Algumas pessoas têm um limiar de dor alto. Outras, mais baixo. De qualquer forma, os movimentos são vigorosos, firmes e contam com os famosos ‘pinçamentos’, que ajudam a remodelar o corpo. É uma massagem maravilhosa e cumpre muito bem o seu papel”, garante a especialista, que tem entre os clientes famosos nomes como Taís Araújo, Bruna Marquezine e Neymar.

 

A massagem modeladora emagrece? A resposta é não. “Há perda de medidas, mas não de peso. Nenhuma massagem causa o emagrecimento. Na modeladora, não há perda de gordura, mas há uma reorganização das camadas de gordura, promovendo a harmonização do contorno do corpo. A Miracle Touch, meu protocolo mais conhecido, drena e modela ao mesmo tempo. Em ambas há perda de medidas”, detalha Renata França.

 

Os benefícios da massagem modeladora não se limitam ao visual: “Toda massagem tem um viés terapêutico e os benefícios vão além dos ganhos estéticos. Além disso, as manobras dessa massagem aceleram o metabolismo, melhoram a circulação sanguínea, melhoram o aspecto da celulite e ainda reduzem medidas. Todos esses fatores contribuem para a melhora da autoestima, trazendo qualidade de vida.”

 

Segundo a expert, todo o protocolo tem duração de 50 minutos. “O ideal é receber a massagem pelo menos duas vezes por semana, pois o organismo volta a desacelerar depois do período de 72 horas, mais ou menos. Quanto mais vezes receber a massagem, melhor”, garante. As contraindicações são semelhantes ao caso da drenagem linfática:

 

  • Pacientes com quadro inflamatório ou infeccioso
  • Pacientes com diagnóstico de trombose e que não estão em tratamento medicamentoso
  • Mulheres grávidas

 

Massagem Shiatsu: para quem é indicada, quais são as técnicas e os benefícios

 

A Shiatsu é indicada para pessoas com dores e tensões musculares, além de estresses do dia a dia e problemas de insônia — Foto: Freepik

A Shiatsu é indicada para pessoas com dores e tensões musculares, além de estresses do dia a dia e problemas de insônia — Foto: Freepik

Pela tradução, Shiatsu significa “pressão com os dedos”. O fisioterapeuta César Suzuki afirma que essa é uma técnica de massagem da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) vista como uma terapia manual holística: “É mais do que uma massagem, é um tratamento para o nosso corpo e para a nossa mente.”

 

Segundo o especialista, ela é indicada para pessoas com dores e tensões musculares, estresses do dia a dia, problemas de insônia e cansaço. “A massagem Shiatsu promove a sensação de relaxamento e bem-estar do corpo e da mente, restabelece o equilíbrio da energia vital, trata problemas de coluna e posturas e ajuda nas questões emocionais”, afirma.

 

A Shiatsu tem algumas características que se diferenciam das massagens convencionais: “Ela é feita sobre a roupa, sem a necessidade de despir-se, sem o uso de qualquer produto de cremes ou óleos em geral, e durante a sessão é comum o terapeuta utilizar os cotovelos e joelhos para aplicar a técnica. O objetivo final é trazer o relaxamento físico e mental.”

 

A técnica é contraindicada para gestantes no primeiro trimestre de gestação e pessoas em tratamento de câncer: “Porém, com a liberação médica é possível realizar o atendimento.” O especialista acrescenta ainda casos de pessoas com febre, gripe, fraturas recentes ou com hipersensibilidade. “Por ser uma técnica mais vigorosa”, aponta.

 

“A sensação de leveza do corpo e seus efeitos podem ser percebidos ainda por até 72h. Por ser considerada um tratamento, é importante manter a regularidade de pelo menos duas vezes no mês ou até mais”, avisa o professor de massoterapia.

 

Massagem desportiva: saiba o que é e quem pode recorrer a essa técnica

 

A massagem desportiva reduz o risco de lesões e é recomendada para atletas profissionais e amadores — Foto: Freepik

A massagem desportiva reduz o risco de lesões e é recomendada para atletas profissionais e amadores — Foto: Freepik

Para quem é indicada a massagem desportiva? De acordo com a fisioterapeuta Bianca Vagueira, ela é destinada a pessoas que praticam esportes de alta performance e também amadores, que desejam ter um desempenho seguro e satisfatório, sem correr riscos de lesões. “A abordagem varia de acordo com cada atleta e modalidade, com um plano individualizado e foco em cadeias musculares isoladas específicas”, explica a especialista, chefe do setor de Movimento da Coluna do Instituto Viva.

 

“O estímulo causado pela técnica manual auxilia no processo de vascularização muscular, liberando endorfinas que atuam no relaxamento das tradicionais dores pós-treino, causadas pelo trabalho constante das estruturas corporais. Além disso, restabelece o equilíbrio do sistema músculo esquelético, prevenindo lesões”, explica.

 

Segundo ela, a massagem desportiva pode ser realizada antes do treino/competição para preparar a musculatura e, por consequência, auxiliar o atleta a se concentrar melhor: “É uma massagem tonificante, superficial e rápida que aquece a musculatura, promovendo a vasodilatação e a estimulação.” Quando a massagem desportiva é realizada após o treino/competição, ela tem como objetivo:

 

  • Promover uma ação de desintoxicar para recuperar as fibras musculares
  • Acelerar a regeneração do atleta
  • Eliminar resíduos metabólicos através da drenagem sanguínea
  • Beneficiar a nutrição celular

 

“Para tal, são realizados movimentos lentos e profundos”, acrescenta a especialista. De acordo com a fisioterapeuta, a frequência para realização da massagem desportiva depende de cada atleta, modalidade esportiva, performance e se a massagem será realizada antes ou após o treino: “Mas no geral, é recomendado que atletas realizem pelo menos uma vez na semana para manter o equilíbrio corporal e prevenir lesões.”

 

No caso da massagem desportiva, a contraindicação é voltada para pessoas com problemas de pele como queimadura, ferimentos, dermatites, alterações cardíacas e vasculares, tumores e outros. “Sempre consulte um profissional para que seja feita uma avaliação do caso”, alerta a Dra. Bianca Vagueira

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *