segunda-feira, maio 20, 2024
Esportes

Fluminense vence Cruzeiro com golaço ‘venenoso’ antes da semi da Libertadores

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – O Fluminense venceu o Cruzeiro por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (20), em partida válida pela 24ª rodada do Brasileirão, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Leo Fernández foi o responsável por anotar o único gol do confronto. Ele cobrou falta com “veneno” e enganou o goleiro Rafael Cabral.
Com o resultado, o Tricolor entrou no G4 do Brasileirão, assumindo a quarta colocação, com 41 pontos somados. Já a Raposa permanece no 11º lugar, com 29 pontos, cinco a mais que o Santos, primeiro time na zona de rebaixamento.

Agora, o Fluminense concentra sua atenção para o jogo de ida da semifinal da Libertadores, contra o Internacional, que acontece na próxima quarta-feira (27), às 21h30 (de Brasília), no Rio de Janeiro. Já o Cruzeiro volta aos gramados novamente pelo Brasileirão, quando no domingo (1) recebe o América-MG, às 16h (de Brasília).

O JOGO

A partida começou bastante equilibrada, com o Cruzeiro tendo paciência para desenvolver as jogadas. Do outro lado, o Fluminense passou a buscar o gol, mas errava justamente no último passe. Ainda que o Cruzeiro tenha conseguido criar um pouco mais de volume que o adversário, foi o time carioca que chegou mais perto do gol.

Com o Fluminense terminando o primeiro tempo no ataque, a situação se inverteu no início da segunda etapa. Ainda pressionado, o Cruzeiro teve uma oportunidade logo no início, levando perigo.

Mas o Fluminense seguiu empurrando a marcação do Cruzeiro, promovendo a troca de passes, e abriu o placar. Praticamente no primeiro lance de Leo Fernández no jogo, o uruguaio marcou para os donos da casa. O gol só fez com que o time fosse ainda mais para cima da Raposa, e embalasse na busca por mais.

O Cruzeiro ainda deu um gás no final, e pressionou bastante o Fluminense. Colocando o time carioca na defesa, os mineiros deram trabalho nos minutos finais em busca do empate, mas não conseguiram a igualdade.

GOLS E LANCES

Quase!! – Aos nove minutos de jogo, Keno avançou em velocidade depois da disputa de cabeça de Cano, ficou de frente para Rafael Cabral, deu um toque por cima e viu a zaga salvando em cima. Apesar do perigo, a chegada não valeu por conta da posição irregular do camisa 14 do Fluminense no lance no começo da jogada.

No travessão! – Keno avançou pela esquerda aos 17 minutos e deu o passe para Cano. O atacante argentino dominou com o pé direito, mas bateu de esquerda sem ela quicar e a bola explodiu no travessão promovendo a primeira grande chance do jogo.

Salvou! – Com somente um minuto de bola rolando, Lucas Silva lançou para Mateus Vital em profundidade. O camisa 7 avançou, fez o corte em Nino, que deu um carrinho errado, e bateu cruzado. O goleiro André estava ligado no lance, e salvou em cima da linha.

Por pouco! – O Fluminense aproveitou a bobeada de Matheus Jussa na entrada da área do Cruzeiro aos 17 minutos e fez a bola chegar até Lima, um pouco mais pela esquerda. Da entrada da área ele ajeitou o corpo e chutou. A bola desviou no meio do caminho e saiu à esquerda do gol do Cruzeiro.

1 x 0 – Aos 21 minutos, o Fluminense abriu o placar! Leo Fernández mandou uma bomba, a bola pegou efeito e foi no meio do gol, mas como Rafael Cabral tinha dado um passo para a esquerda, ficou sem conseguir chegar nela para evitar o gol.

Chegou o Cruzeiro – Após o gol, com 29 minutos, a falta foi cobrada na área do Fluminense, Matheus Jussa completou e obrigou Fábio a fazer uma grande defesa. Depois de espalmar, a bola ainda tocou no jogador do Cruzeiro e saiu em tiro de meta.

Ficha técnica
Fluminense 1 x 0 Cruzeiro

FLUMINENSE
Fábio; Samuel Xavier, Nino, Felipe Melo (Martinelli) e Diogo Barbosa; André, Alexsander (Marcelo), Lima (Leo Fernández) e Keno (Marlon); John Kennedy e Cano (Yony González). Técnico: Fernando Diniz.

CRUZEIRO
Rafael Cabral; William, Neris, Oliveira e Marlon; Matheus Jussa, Lucas Silva (Machado), Mateus Vital (Stênio) e Nikão (Paulo Vitor); Wesley (Arthur Gomes) e Gilberto (Bruno Rodrigues). Técnico: Zé Ricardo.Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro, RJ

Juiz: Matheus Delgado Candançan (SP)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (Fifa-SP)
Cartões amarelos: Wesley (CRU), Nino, Felipe Melo, André, Fábio, Keno, Marcelo (FLU)
Gols: Leo Fernández (21min/2ºT)

Leia Também: Proximidade de rebaixamento no Brasileirão não assusta Dorival: ‘Toda atenção é para domingo’

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *