quarta-feira, abril 24, 2024
Mundo

Escritora palestina morre durante bombardeio de Israel na Faixa de Gaza

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Heba Abu Nada, escritora palestina de 32 anos, morreu durante um ataque israelense na Faixa de Gaza, na última sexta-feira. A informação foi confirmada nesta segunda-feira pelo Ministério da Cultura palestino, segundo informações da Agência Brasil.

Nada ficou conhecida pelo romance “Oxygen Is Not for the Dead”, ou oxigênio não é para os mortos, que ficou em segundo lugar no Prêmio Sharjah de Criatividade Árabe em 2017, quando foi publicado.

A autora se pronunciou recentemente sobre o conflito em seu perfil no X, antigo twitter. “A noite da cidade é escura, exceto pelo brilho dos mísseis, silenciosa, exceto pelo som dos bombardeios, assustadora, exceto pela garantia das súplicas, negra, exceto pela luz dos mártires”, escreveu no dia 8 de outubro.

A editora Tabla, que publica no Brasil livros referentes às culturas do Oriente Médio e do norte da África, fez uma postagem em seu perfil no Instagram lamentando a morte da escritora.

“Como Heba, milhares de crianças e jovens foram assassinados em nome de um projeto imoral, forjado há décadas. Todos tinham um nome, uma presença e um caminho. Vidas que importam, sim, porque quem conhece os palestinos sabe que é gente de coração incorruptível no seu amor pela vida, no seu olhar para o outro”, escreveu a editora. “A cada vida palestina que se apaga, o mundo fica mais feio, mais pobre, mais medíocre, mais infeliz”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *