segunda-feira, abril 22, 2024
Mais destaques

Prefeitura realiza Seminário Municipal alusivo a Semana da Conscientização Negra

Com o tema “Igualdade, Solidariedade e Respeito”, a Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), realiza o seminário municipal alusivo à Semana da Conscientização Negra. Devido à relevância da data celebrada no dia 20 de novembro, a municipalidade teve a iniciativa de estender as ações durante todo o ano, principalmente essa semana.

O último evento, que marca a semana da Conscientização Negra, foi realizado no auditório da prefeitura. O início do seminário ficou a cargo do Movimento Social de capoeira chamado Camaradinhas.

“A Prefeitura de Rio Branco tem trabalhado continuamente na garantia de direitos em todos os aspectos. Estamos concluindo a Semana da Consciência Negra com o seminário. Passamos por uma capacitação com os professores da rede municipal, ou seja, Rio Branco está com todos os professores habilitados para trabalhar essa temática que é a igualdade racial em sala de aula. Temos trabalhado de forma assídua. O prefeito nos pede isso”, disse a diretora de Direitos Humanos da SASDH, Rila Freze.

“A sociedade brasileira precisa avançar no tocante ao combate a todo tipo de preconceito e combate à discriminação, eis aí a importância da prefeitura, enquanto gerentes dessas políticas públicas. Estamos na perspectiva de implementá-las, fortalecê-las, conscientizá-las e sobretudo, sensibilizar a todos a embarcar nessa grande causa”, enfatizou Jota Conceição, gerente do Departamento de Promoção da Igualdade Racial (DPIR).

O seminário é parte do Plano Municipal de Promoção da Igualdade Racial de Rio Branco instituído pela Lei 2.285 de 14 de junho de 2018 e seus respectivos eixos temáticos e busca abordar sobre todas as políticas de promoção da igualdade racial, tendo como objetivo geral a redução das desigualdades raciais no município, reconhecendo as demandas específicas de povos e comunidades tradicionais.

Para somar ao debate, todas as esferas devem atuar juntas em prol da justiça e ações concretas que visem beneficiar esse grupo. Devido a isso, representantes do estado e do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), se fizeram presentes no debate.

“Muito importante que cada órgão público possa estar fazendo referência a essa data, o Dia da Consciência Negra, para podermos, enquanto sociedade, repensar e pensar sobre o racismo. O racismo estrutural é algo que permeia a nossa sociedade, as instituições e precisamos falar e agir para combatê-lo”, declarou a procuradora de Justiça do MPAC, Patrícia Rêgo.

O representante do prefeito da capital, Frank Lima, enfatizou o empenho da gestão em atuar efetivamente para promoção e garantia dos direitos, visando uma igualdade racial mais justa.

“O Brasil é um país plural formado por várias raças, dentre eles os portugueses, espanhóis e africanos, devido a isso o Brasil tem uma miscigenação que nenhum outro país tem. Por isso, a Prefeitura de Rio Branco, através das políticas públicas implantadas pela gestão do prefeito Bocalom entende isso, que é um momento de reflexão e encontro de ideias que estão em três bases, sendo elas: o direito, o dever e o respeito”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *