script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js?client=ca-pub-2913509317834347" crossorigin="anonymous"> ‘Loucura em nome da liberdade de expressão’, diz Stephen King sobre massacre nos EUA
sexta-feira, junho 14, 2024
Mundo

‘Loucura em nome da liberdade de expressão’, diz Stephen King sobre massacre nos EUA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O escritor norte-americano Stephen King, conhecido por suas obras de terror, comentou nas redes sociais o massacre que matou ao menos 18 pessoas na cidade de Lewiston, no estado do Maine, nos Estados Unidos, na noite desta quarta-feira (25). Ele criticou o uso de armas de fogo e disse que o fácil acesso às armas “é loucura em nome da liberdade de expressão”.

Segundo King, os disparos ocorreram a menos de 80 km de onde ele mora. Ele disse ter feito o ensino médio em Lisbon, cidade vizinha a Lewiston.

“São as armas de fogo, pessoal. Isso é loucura em nome da liberdade de expressão. Parem de eleger defensores da morte”, afirmou King no X (antigo Twitter).

“Isso não acontece em outros países”, afirmou King em outra postagem.

Mais tarde, o escritor afirmou que o problema é das armas e também da cultura. Ele compartilhou uma postagem que mostra uma arma semiautomática similar ao tipo AR-15, que o assassino pode ter usado. “Entre 1922-1982, era tão fácil comprar [a armar] quanto um sanduíche. No entanto, naquela época tiroteios em massa basicamente nunca aconteceram”, afirma a postagem.

Os EUA são conhecidos internacionalmente por ter uma cultura favorável ao acesso de armas de fogo pela população. O país aparece frequentemente nos noticiários por causa de episódios relacionados a tiroteios em massa.

No último deles, ocorrido nesta quarta-feira (25) em Lewiston, um homem armado com rifle abriu fogo contra pessoas que estavam em um restaurante e numa pista de boliche. O suspeito é Robert Card, 40, apontado como reservista do Exército e instrutor de tiros. Ainda não se sabe o que motivou o ataque, um dos mais letais já ocorridos no país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *