quarta-feira, abril 24, 2024
Geral

Má gestão do prefeito Manoel de Capixaba deixa moradores do interior em situação precária

Fabiano Azevedo do Site Amazônia Agora

No município de Capixaba, a má gestão do prefeito Manoel tem resultado em condições críticas para os moradores do interior. O descaso com a infraestrutura dos ramais e pontes tem deixado a população rural em situação de vulnerabilidade. Recentemente, um agricultor registrou as péssimas condições das pontes no ramal Campo Esperança, evidenciando a urgência de intervenção.

A denúncia, inicialmente feita pela vereadora Sarah Frank, do MDB, ressaltou a situação alarmante das pontes, alertando para os riscos que os moradores estão enfrentando diariamente. No entanto, apesar da denúncia pública e do clamor da comunidade, o prefeito Manoel de Capixaba não tomou nenhuma medida para resolver o problema, demonstrando falta de comprometimento com o bem-estar da população.

Um agricultor local decidiu documentar a realidade precária das pontes no ramal Campo Esperança, evidenciando a deterioração avançada das estruturas. As imagens revelam a necessidade urgente de reparos, uma vez que a segurança dos moradores está em risco. O agricultor expressou sua frustração diante da inércia da administração municipal, que parece ignorar as demandas básicas da população rural.

A equipe de reportagem buscou contato com a prefeitura para obter esclarecimentos sobre a situação, mas até o momento não conseguiu falar com nenhum representante. O silêncio da administração municipal apenas acentua a falta de transparência e responsabilidade em lidar com questões críticas que impactam diretamente a vida dos cidadãos.

As más condições das pontes e ramais não apenas comprometem a mobilidade dos moradores, mas também afetam o escoamento da produção agrícola local. A falta de investimento em infraestrutura básica prejudica o desenvolvimento econômico da região e coloca em risco a segurança daqueles que dependem dessas vias diariamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *