domingo, março 3, 2024
Life Style

Barriga lisa e seca: 5 alimentos a evitar

Em um mundo perfeito, ninguém teria gordurinhas. Mas, na prática, a alimentação é um dos principais fatores que contribuem para a acumulação de gordura na barriga.

A nutróloga Patrícia Santiago, especialista em reeducação alimentar, explica que, além da alimentação, o estresse, o sono desregulado, a má postura e até fatores genéticos também podem influenciar no ganho de peso abdominal.

Para ajudar a conquistar uma barriga lisa e seca, a especialista recomenda a substituição de alimentos feitos com farinha fina por alimentos com farinhas integrais. Além disso, ela lista cinco alimentos que devem ser evitados ou consumidos com moderação:

Pães e massas brancas:

A farinha branca é inimiga da perda de peso e contribui para a formação de gases e distensão abdominal. Substitua por opções integrais, que são ricas em fibras e melhoram a digestão.

Bebidas alcoólicas:

O álcool pode desequilibrar a flora intestinal, o que pode levar ao aumento da barriga. Além disso, o álcool sobrecarrega o fígado, o que reduz a capacidade do órgão processar as gorduras dos outros alimentos.

Refrigerantes:

Os refrigerantes, mesmo os diet ou zero, provocam distenção abdominal. Eles também são ricos em conservantes, corantes e aspartame, que podem prejudicar a saúde.

Brócolis e couve-flor:

Esses vegetais podem provocar um aumento da produção de gases devido a compostos sulfurados. O segredo é evitar consumir mais de dois tipos desses vegetais na mesma refeição para evitar a distensão abdominal.

Laticínios:

Os laticínios podem aumentar a produção de gases e causar flatulência, diarreia ou obstipação em pessoas sensíveis ao glúten. Além disso, eles podem elevar a glicose e promover o armazenamento de gordura abdominal.

É importante ressaltar que essas são apenas recomendações gerais. O ideal é consultar um nutricionista para saber quais são os alimentos que devem ser evitados ou consumidos com moderação de acordo com as suas necessidades específicas.

Leia Também: Inchaço nos tornozelos de manhã pode ser sinal de problemas cardíacos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *