terça-feira, fevereiro 27, 2024
Esportes

Bia Haddad vence dois tie-breaks contra Zheng e conquista maior título de sua carreira

Beatriz Haddad Maia é campeã do WTA Elite Trophy em Zhuhai, na China. Na madrugada deste domingo, a tenista brasileira venceu a anfitriã Qinwen Zheng em 2h51min para confirmar a terceira e maior conquista de sua carreira. A parcial do confronto foi 2 sets a 0 a favor de Bia, ambos no tie-break. As parciais foram 7/6 (13/11) e 7/6 (7/4).

Este é o maior título de simples do tênis brasileiro desde a conquista de Gustavo Kuerten no Masters Series de Cincinnati, em 2021. O título é o primeiro de Beatriz Haddad nesta temporada e garantirá a brasileira no top 15 do ranking da WTA pelo segundo ano consecutivo. Bia subirá da 19ª para a 11ª colocação do ranking, colada no top 10. A menos que Barbora Krejcikova jogue duas partidas ou vença uma como suplente em Cancún, Bia retornará ao número 10 do ranking. Com a pontuação alcançada, Bia Haddad também está matematicamente classificada para os Jogos Olímpicos de Paris-2024.

Em um ano em que muitos dos seus jogos foram extensos, com três sets, o que gerou bastante desgaste físico, a brasileira conquistou o Elite Trophy sem perder sets em toda a competição. Esta foi, no entanto, a partida de sets diretos mais longa da temporada. Antes, a paulistana deixou pelo caminho a francesa Caroline Garcia e a russa Daria Kasatkina.

“Hoje tentei ser tão agressiva quanto fui durante esta semana. Minha mentalidade foi muito importante. Tentei ser paciente nos momentos em que as coisas não estavam indo como eu queria. É uma semana muito especial para mim. Quando vim para a Ásia, levei pontos nos dedos no primeiro round de Pequim e agora termino a temporada com um troféu nas mãos”, disse Bia após a conquista.

Número 18 do ranking e com apenas 21 anos, a chinesa Qinwen vinha em grande fase, com oito vitórias consecutivas, que resultou em seu primeiro título WTA 500 em Zhengzhou semanas antes. A tenista asiática não escondeu o descontentamento após a derrota e Bia aproveitou para ressaltar o apoio da torcida local.

“Obrigado a todos por virem e apoiarem hoje, a torcida foi pela Zheng, mas ela está representando a China. É muito bacana ver pessoas apoiando o tênis feminino, significa muito para a gente e é muito importante para o mundo. Mesmo no outro lado do mundo, eu estava me sentindo em casa aqui”, completou.

O confronto não teve nada de tranquilo, diante da constância da tenista chinesa. No primeiro set, com uma quebra de serviço para cada lado, o jogo foi para o tie-break e Bia Haddad conseguiu salvar três set points para sair em vantagem por 13 a 11.

O nível de intensidade do inédito confronto entre as duas tenistas aumentou ainda mais no segundo set. Zheng se viu pressionada após perder o saque no terceiro game, mas foi apoiada pela torcida e logo empatou por 3 a 3. Após cometer duas duplas faltas, a chinesa foi quebrada novamente por Bia Haddad, que abriu 5 a 3. Quando o brasileira foi sacar para o título, Zheng buscou uma quebra com direito a um lindo backhand.

O set foi novamente para o tie-break. Bia saiu perdendo por dois pontos, mas se mostrou inabalável para vencer sete dos nove pontos seguintes e confirmar o título mais importante de sua carreira com o 7 a 4 no tie-break.

O WTA Elite Trophy é uma espécie de segunda divisão do WTA Finals, que reúne as oito melhores tenistas da temporada. Assim, o Elite Trophy congrega as 12 melhores do ano que não conseguiram entrar no Finals. Se Bia continuar se destacando na competição chinesa, poderá sonhar novamente com o Top 10 no fim da temporada. Com os resultados obtidos no torneio até agora, já é certo que Bia terminará dentro do Top 20 pela segunda temporada seguida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *