segunda-feira, abril 22, 2024
Esportes

São Paulo bate Bahia, ganha primeira fora e deixa time de Rogério Ceni na zona de rebaixamento

A torcida do São Paulo pôde finalmente comemorar uma vitória como visitante no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, na Arena Fonte Nova, o time técnico Dorival Junior caminhava para mais um tropeço fora de casa até que Caio Paulista, aos 52 minutos do segundo tempo, encerrou o jejum da equipe de três jogos sem marcar gols e garantiu o triunfo por 1 a 0 sobre o Bahia, de Rogério Ceni.

Com a primeira vitória longe do Morumbi, o São Paulo chegou aos 50 pontos e afastou qualquer risco de rebaixamento. Já o Bahia continua bastante ameaçado. Com 41 pontos, o time de Rogério Ceni é o primeiro na zona da degola. O Vasco é o primeiro fora dela, com 42.

O primeiro tempo do São Paulo exemplificou o momento da equipe no Brasileirão: mais posse de bola do que o adversário (66%), mas sem efetividade. Apesar do Bahia fornecer espaço pelo sistema de marcação adotado por Rogério Ceni, os jogadores não conseguiam se conectar para chegar até o gol. Foi apenas uma única chance, logo aos 6 minutos, com Michel Araújo, que tabelou com Juan e parou em uma defesa com o pé do goleiro Marcos Felipe. A produção ofensiva do time da casa também não foi além de uma finalização com perigo de Cauly.

O fato mais empolgante da etapa inicial aconteceu aos 12 minutos e não teve o envolvimento dos artistas em campo. A partida ficou paralisada por cinco minutos para que fossem recolhidos cacos de vidro de um refletor que explodiu. Até o árbitro Braulio da Silva Machado entrou em ação para acelerar o reinício do confronto ao lado de funcionários do Bahia. No intervalo, o trabalho foi retomado para evitar que algum jogador se machucasse.

O segundo tempo foi melhor do que o primeiro. Mas não pelo crescimento das equipes na parta tática ou técnica. A transpiração fez o jogo ser, pelo menos, mais divertido. Mesmo sem muita organização, Bahia e São Paulo conseguiram criar algumas oportunidades de gol mais por demérito do adversário do que por qualidade. Neste cenário de trocação, melhor para os visitantes. Caio Paulista saiu do banco para marcar o gol da vitória são-paulina.

FICHA TÉCNICA

BAHIA – Marcos Felipe; Gilberto, Kanu, Vitor Hugo e Luciano Juba (Camilo Cándido); Rezende, Acevedo e Yago Felipe (Everaldo); Thaciano (Ademir); Cauly (Rafael Ratão) e Biel (Lucas Mugni). Técnico: Rogério Ceni.

SÃO PAULO – Rafael; Rafinha, Beraldo, Arboleda e Welington (Caio Paulista); Pablo Maia, Alisson, Michel Araújo (David) e Wellington Rato (Nathan); Lucas (Luciano) e Juan (Talles Costa). Técnico: Dorival Junior.

GOL – Caio Paulista, aos 52 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Yago Felipe, Lucas Beraldo, Kanu, Rafael Ratão, Talles Costa, Lucas Mugni.

ÁRBITRO – Braulio da Silva Machado (Fifa-SC)

RENDA – R$ 1.696.520,00.

PÚBLICO – 46.288 pessoas.

LOCAL – Arena Fonte Nova, em Salvador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *