sábado, março 2, 2024
Esportes

Com reservas, Fluminense empata com Boavista e continua líder da Taça Guanabara

O Fluminense quase perdeu a sua invencibilidade na Taça Guanabara, neste domingo, quando empatou por 2 a 2 com o Boavista, em jogo da sexta rodada disputado no estádio de Bacaxá, em Saquarema. O técnico Felipe Diniz escalou um time de reservas. Apesar do tropeço, o tricolor lidera com 14 pontos, enquanto o Boavista tem 10.

Esta foi a primeira vez que Diniz escalou seus reservas, como o goleiro Felipe Luis, os zagueiros Antônio Carlos e David Braz, o meia González, além do recém-contratado meia Terans. Na rodada passada, com os titulares, o Fluminense tinha goleado por 4 a 1 o Bangu. Nas quatro primeiras rodadas, com a base do sub-20, Marcão atuou como técnico e se manteve na liderança.

O início foi animado porque o Fluminense saiu na frente logo aos oito minutos, quando Justen fez o passe para Lelê. O atacante passou por um marcador e chutou cruzado: 1 a 0. Mas a reação do Boavista também foi rápida. Aproveitou dois erros na “linha burra” defensiva para dar a virada, em lances revisados pelo VAR – Árbitro de Vídeo.

O primeiro aos 12 minutos, quando Matheus Alessandro foi lançado nas costas de Justen, foi à linha de fundo e cruzou. Na pequena área, Matheus Lucas chegou de carrinho, empurrando a bola para as redes. O segundo foi pior ainda, porque após um lançamento da linha defensiva, Matheus Lucas saiu em disparada já nas costas da defesa. Ao entrar na grande área ele desviou do goleiro Felipe Alves, que saiu em desespero: 2 a 1.

Justen ficou nos vestiários e o técnico Felipe Diniz optou pela entrada de João Neto, além de tirar González para a entrada de Kauã Elias. As alterações, porém, não melhoraram a produção ofensiva. Bem armado, o Boavista ainda criou boas chances para ampliar o marcador. Diniz ainda aproveitou a parada técnica para hidratação para tentar organizar o Fluminense, mas o time foi confuso no ataque, não fez as infiltrações e sentiu falta de um articulador.

Mesmo confuso, o Fluminense empatou aos 36 minutos. Do lado esquerdo, Rafael Monteiro fez o cruzamento, a defesa não cortou e João Neto esticou o pé para finalizar às redes.

Na sétima rodada, o Fluminense vai receber o Sampaio Corrêa, quinta-feira, às 21h30, em sua primeira apresentação no Maracanã. Enquanto isso, o Boavista vai atuar de novo em casa, desta vez, diante da Portuguesa, quarta-feira, às 19h15.

FICHA TÉCNICA

BOAVISTA 2 X 2 FLUMINENSE

BOAVISTA – André Luiz; Pablo Maldini, Léo Sheldon, Mizael Sadoque e Alyson; William Oliveira (Gabriel Almeida), Ryan Guilherme (Léo Costa) e Crystopher; Jeffinho (Mateus Ludke), Matheus Lucas (Gabriel Conceição) e Matheus Alessandro (Abner Vinícius). Técnico: Filipe Cândido.

FLUMINENSE – Felipe Alves; Justen (Kauã Elias), Antônio Carlos (Arthur), David Braz (Rafael Monteiro) e Diogo Barbosa; Felipe Andrade, Daniel e Terans; Yony González (João Neto), Lelê e Isaac. Técnico: Felipe Diniz.

GOLS – Lelê, aos oito, Matheus Lucas, aos 12 e aos 17 minutos do primeiro tempo; João Neto, aos 36 do segundo.

CARTÕES AMARELOS – Léo Sheldon, Abner Vinícius e Gabriel Conceição (Boavista).

ÁRBITRO – Yuri Elino Ferreira da Cruz

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio de Bacaxá, em Saquarema (RJ).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *