sábado, fevereiro 24, 2024
Economia

Como um ex-baterista de metal deu prejuízo de R$ 276 bilhões a Elon Musk

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Elon Musk, 52, foi destituído de um bônus de US$ 56 mil milhões de dólares -cerca de R$ 276 bilhões, na cotação atual- após sofrer sua maior derrota na justiça em processo aberto por Richard Tornetta, um ex-baterista de heavy metal.

Richard tinha apenas nove ações na empresa quando processou Elon Musk em 2018. O caso chegou a julgamento no final de 2022 e, nesta semana, a juíza do estado de Delaware, nos Estados Unidos, anulou o pacote de remuneração de Elon Musk com a fabricante de carros elétricos.

Até a ação judicial envolvendo Richard, Elon Musk venceu uma série de processos que o acusavam de difamação, de violar seu dever para com os acionistas e de violar as leis de valores mobiliários.

Desta vez, no entanto, a juíza determinou que o bônus do bilionário era injusto com Richard e todos os seus colegas acionistas.

O ex-baterista da extinta banda de metal Dawn of Correction se beneficia ao vencer o caso da mesma forma que outros acionistas da Tesla: economizando para a empresa bilhões de dólares que um conselho de administração pagou a Elon Musk.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *