sexta-feira, fevereiro 23, 2024
Mundo

Ataque israelense na cidade síria de Homs faz 10 mortes

O número de vítimas fatais no ataque conduzido pelas Forças Armadas israelenses na madrugada de hoje contra a cidade síria de Homs aumentou para 10, incluindo seis civis, entre eles uma criança, conforme relatório do Observatório Sírio para os Direitos Humanos, sediado em Londres.

O Observatório detalhou que dois dos mortos pertenciam ao grupo miliciano xiita libanês Hezbollah, incluindo um suposto alto funcionário. Fontes indicaram que no edifício atingido residiam três estudantes universitários, além de uma mãe e seu filho, proprietário da propriedade.

Os bombardeios, conforme o Observatório, atingiram a área de Al Mazraa, próxima a uma refinaria. O Ministério da Defesa sírio comunicou que Israel realizou um ataque aéreo, visando vários pontos da cidade de Homs e sua zona rural.

“Nosso sistema de defesa aérea respondeu aos mísseis agressivos e abateu alguns deles. O ataque resultou em mortes e ferimentos em vários civis, com danos materiais em propriedades públicas e privadas”, informou um comunicado publicado no Facebook.

Israel costuma admitir responsabilidade por ataques na Síria, alegando agir para evitar o estabelecimento de bases iranianas no país e o envio de armas para o Hezbollah pelas autoridades iranianas, que apoiam Damasco no contexto da guerra iniciada em 2011.

Nas últimas semanas, os ataques intensificaram-se em meio às hostilidades desencadeadas na região após os ataques perpetrados em 7 de outubro pelo grupo islâmico Hamas, bem como durante os confrontos com o Hezbollah na fronteira com o Líbano.

Leia Também: Hamas propõe cessar-fogo dividido por 3 fases, ao longo de 135 dias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *