sábado, fevereiro 24, 2024
Famosos

Atriz demitida da Disney alega preconceito por ser de direita e processa empresa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A atriz Gina Carano decidiu processar a Disney e a Lucasfilm por discriminação e demissão sem justa causa após ter sido dispensada da série “The Mandalorian”.

De acordo com o The Hollywood Reporter, Carano entrou com a ação nesta terça-feira (6) e alega que foi demitida por expressar opiniões de direita nas redes sociais. No processo, ela pede para ser recontratada.

O empresário Elon Musk, dono X, antigo Twitter, está pagando os custos do processo. O magnata prometeu ajudar financeiramente usuários que alegam terem sido discriminados por causa de publicações no X.

“Como um sinal do compromisso da X Corp com a liberdade de expressão, temos o orgulho de fornecer apoio financeiro para o processo de Gina Carano, capacitando-a a buscar a reivindicação de seus direitos de liberdade de expressão no X e a capacidade de trabalhar sem intimidação, assédio ou discriminação”, diz Joe Benarroch, chefe de operações comerciais da rede social.

Em 2021, a Lucasfilm anunciou a demissão de Carano depois que ela compartilhou uma publicação insinuando que ser do Partido Republicano era como ser judeu durante o Holocausto

Carano também já fez piadas sobre o uso de máscaras durante a pandemia e sugeriu que houve fraude eleitoral durante a eleição presidencial de 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *