script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js?client=ca-pub-2913509317834347" crossorigin="anonymous"> Arthur Nory e Caio Souza iniciam maratona em busca de vaga olímpica na ginástica artística
sexta-feira, junho 14, 2024
Esportes

Arthur Nory e Caio Souza iniciam maratona em busca de vaga olímpica na ginástica artística

A cidade do Cairo, capital do Egito, verá, na próxima quinta-feira (15), a primeira etapa da maratona que os ginastas Arthur Nory e Caio Souza farão em busca de uma vaga para os Jogos de Paris 2024. Eles disputarão a primeira das quatro etapas classificatórias da Copa do Mundo por aparelhos, último caminho possível para uma vaga direta na competição multiesportiva, cuja abertura será no dia 26 de julho.

A ginástica artística masculina do Brasil já garantiu dois lugares na próxima Olimpíada: um com Diogo Soares, no individual geral, e outro para o país, obtido no último Mundial e ainda sem definição de nome.

Pela Copa do Mundo de aparelhos, apenas mais um atleta terá direito a se classificar. A pressão, contudo, não assusta Nory e Caio. “É uma possibilidade de conquistarmos uma vaga nominal e aquele que conseguir o melhor ranking no seu aparelho estará nos Jogos. O atleta está acostumado a lidar com este tipo de situação desde sempre, por isso encaro como mais uma competição, não há um peso a mais por causa da vaga”, disse Arthur Nory.

Para Caio Souza, recuperado de uma séria lesão no tendão de Aquiles, que o deixou parado desde junho do ano passado, o trabalho mental foi um componente a mais em sua preparação.

“Foi uma preparação bem intensa e meu tornozelo chega 100% para essas Copas. Por causa do calendário apertado, treinei forte em dezembro e só tive uma semana de recesso. Claro que serão competições com um peso diferente, por conta da classificação olímpica, mas para o que eu preciso fazer em cima dos aparelhos não muda nada”, comentou Caio.

O CAMINHO PARA PARIS

As Copas do Mundo por aparelho (solo, cavalo com alças, argolas, salto sobre a mesa, barras paralelas e barra fixa) serão compostas por quatro etapas: Cairo, no Egito (de 15 a 18 de fevereiro); Cottbus, na Alemanha (de 22 a 25 de fevereiro); Baku, no Azerbaijão (de 7 a 10 de março) e Doha, no Catar (de 17 a 20 de abril).

Ao final das quatro etapas, o pior resultado será descartado e os dois ginastas mais bem ranqueados em cada aparelho estarão classificados. No caso do Brasil, apenas uma vaga estará em disputa via Copas do Mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *