terça-feira, abril 16, 2024
M de Mulher

Candidíase pode ser causada por medo de ficar só e traumas

Você já deve ter ouvido falar que a Candidíase é causada pelo fungo Candida , que afeta principalmente áreas úmidas do corpo. Mas sabia que a Candidíase pode ser causada por medo de ficar só, traumas e insegurança?

No mundo da saúde ginecológica, uma perspectiva holística está ganhando destaque, reconhecendo que nossas experiências emocionais não só moldam nossas percepções e comportamentos, mas também podem influenciar diretamente nossa saúde física.

Ou seja, quando você vive algum trauma, sente medo ou mágoa, essas emoções se acumulam em forma de memória celular em órgãos como útero, trompas, bexiga. Com isso, o desequilíbrio fisiológico do corpo vai sendo ampliado e surgem, então, as doenças ginecológicas .

Por isso é tão importante entender os significados de doenças íntimas para que você possa tratar não apenas a dor que está sentindo no corpo, mas também a dor emocional que pode ser a causa.

Neste artigo, vamos entender melhor por que a Candidíase pode ser causada por medo de ficar só, insegurança e mentiras.

Como surge a Candidíase

Candidíase é causada pelo crescimento excessivo do fungo Candida . Em condições normais, esse fungo vive em harmonia no nosso corpo, protegendo-nos de agentes patogênicos externos.

No entanto, em certas condições, ele pode proliferar excessivamente, causando sintomas desconfortáveis como coceira, vermelhidão e secreção anormal.

Embora a ciência médica tradicional trate a candidíase com antifúngicos, uma abordagem holística sugere que entender e tratar as emoções pode ser igualmente importante .

Segundo essa perspectiva, a Candidíase pode ser um sinal de que estamos mentindo para nós mesmas ou evitando enfrentar verdades desconfortáveis .

Publicidade

Situações que podem contribuir para esse estado emocional:

  • permanecer em relacionamentos insatisfatórios por medo da solidão
  • continuar em um emprego que não nos traz felicidade por medo do desconhecido
  • mantendo em sua vida relações ou situações que, no fundo, te sufocam ou não a satisfazem mais.

A vagina, simbolizando o autorrespeito feminino, pode começar a manifestar sintomas físicos de candidíase como um reflexo desse “sufocamento” emocional.

Além da candidíase, outras doenças íntimas, como a endometriose e a infecção urinária (cistite) , também podem ter componentes emocionais significativos.

Ou seja, emoções negativas não resolvidas, como medo, mágoa e trauma , podem se acumular nos órgãos reprodutivos femininos, levando a um desequilíbrio que favorece ad doenças ginecológicas.

Como prevenir a Candidíase

Dado que a Candidíase pode ser causada por medo e traumas, a prevenção da candidíase exige uma abordagem integrada que engloba tanto o cuidado físico quanto o emocional:

  • Ouvir-se: É fundamental aprender a estabelecer limites, prestar atenção aos seus sentimentos e necessidades internas e honrar seus próprios limites. Evite se colocar em situações que vão contra sua essência. O autocuidado começa com o autorrespeito.
  • Manutenção da Saúde Física: Opte por sabonetes específicos para a área íntima que mantenham o pH natural da vagina, criando um ambiente desfavorável para o desenvolvimento de fungos e bactérias. Fique longe de produtos que contenham açúcares, pois podem alterar o equilíbrio do pH vaginal.
  • Reflexão sobre a Intimidade: Avalie suas emoções e sentimentos após momentos de proximidade. Pergunte-se se você se sente apreciada e se suas necessidades e prazer são uma prioridade na relação. Priorize situações que promovam seu bem-estar emocional e físico.
  • Exploração da Sexualidade Além do SexoCaso a candidíase surja mesmo sem atividade sexual, é importante refletir sobre sua conexão com a sexualidade e feminilidade. Enfrente e processe quaisquer frustrações, culpas ou questões de autoaceitação que possam estar presentes.

Como tratar a Candidíase

Essas são três maneiras de tratar as emoções envolvidas em doenças íntimas como a Candidíase:

  1. Reconsagração do Ventre : vivência terapêutica que ajuda a limpar as memórias celulares nocivas que ficam registradas no útero e canal vaginal.
  2. Ginástica íntima : são exercícios para a musculatura da vagina e dos órgãos reprodutores que ajuda a tratar e prevenir doenças, regularizar o ciclo menstrual e aumentar a libido.
  3. Vaporização do útero : processo consiste na utilização de ervas e vapor para umidificar a área, melhorando a lubrificação e a circulação sanguínea.

É fundamental, contudo, que qualquer pessoa que enfrente problemas de saúde íntima busque avaliação e acompanhamento com um ginecologista qualificado , além de considerar abordagens complementares que abordem as possíveis causas emocionais subjacentes.

Reconhecer a interconexão entre nosso bem-estar emocional e físico pode ser um passo importante em direção à saúde holística e ao autocuidado.

Confira também:+ Saiba tudo sobre o seu jeito ser, desafios e potenciais. Faça o seu Mapa Astral aqui e leia uma amostra grátis .+ Descubra a missão da sua fase 2023, com previsões baseadas no número do seu ano pessoal .+ Quer mais previsões para o seu dia? Aqui tem um horóscopo gratuito baseado em todo o seu Mapa Astral, leia agora !+ Tarot: tire 13 cartas e descubra o que pode rolar na sua vida nos próximos seis meses. Jogue agora !

Roberta Struzani

Terapeuta especializada em sexualidade e saúde ginecológica. Realiza atendimentos presenciais e online focados no autoconhecimento, na elevação da autoestima e na saúde do aparelho reprodutor feminino. Sua principal ferramenta de trabalho é o Pompoarismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *