terça-feira, abril 16, 2024
Saúde

Sente vontade de praticar yoga? Veja 6 dicas para iniciantes

Com a agitação do dia a dia, a busca por equilíbrio e bem-estar tem levado muitas pessoas a se aprofundarem em técnicas que ajudam a controlar o estresse e ansiedade, como a meditação e a yoga. Originada há mais de 5.000 anos na Índia, a yoga é muito mais do que uma série de posturas físicas; é uma filosofia de vida que busca a harmonia entre corpo e mente.

De acordo com o professor de Yoga Francisco Kaiut , o termo deriva da palavra sânscrita que significa “unir”, refletindo a busca pela união entre os aspectos físicos e mentais do ser humano. Ele explica que a prática da yoga tem suas raízes em tradições antigas, encontrando seus fundamentos nos Vedas, os textos religiosos mais antigos da Índia.

Ao longo dos séculos, diversos mestres contribuíram para o desenvolvimento, adaptando-a às necessidades de diferentes épocas. “Originalmente, era uma jornada espiritual, uma busca pela iluminação e autoconhecimento. Curiosamente, evoluiu ao longo dos tempos, adaptando-se a diversas correntes filosóficas e expandindo-se por todo o mundo. Seu alcance transcende barreiras culturais, sendo praticada por milhões de pessoas, independentemente de idade, gênero ou crença. No Ocidente, a yoga ganhou popularidade principalmente a partir do século XX, à medida que os benefícios da prática foram reconhecidos e valorizados”, afirma Francisco.

Se você é um iniciante buscando desvendar os mistérios dessa prática milenar, reunimos seis dicas essenciais para guiar seus primeiros passos nessa jornada que promete transcender o simples movimento do corpo.

1- Comece com aulas para Iniciantes

Pode parecer óbvio, mas ao dar os primeiros passos, mergulhe em aulas criadas especialmente para novatos. Nesse ambiente mais acolhedor, você será guiado por posturas fundamentais e técnicas introdutórias. Surpreendentemente, a yoga não exige que você já seja flexível ou equilibrado, mas sim que esteja disposto a se descobrir gradualmente, permitindo um aprendizado constante.

2- Equipamento básico

Para a prática, você pode investir em um tapete de yoga de qualidade, ou também reutilizar colchonetes que já tem em casa. Além disso, com o passar do tempo, blocos, cintos e outros acessórios podem se tornar aliados valiosos. Mas não é necessário ter esses objetos, apenas comece hoje com o que você já possui. E depois vá melhorando o seu equipamento. Kaiut ainda relembra que não se deve esquecer de vestir roupas que permitam movimentos livres.

3- Respeite seu corpo

Francisco reflete que na yoga, a sabedoria está em respeitar seus limites. “É uma jornada de autodescoberta, não uma competição física. Cada postura é uma oportunidade para escutar seu corpo, entendê-lo e aceitá-lo. Uma prática que vai além do físico, a yoga convida a uma harmonia profunda entre corpo, mente e espírito”, acrescenta.

4- Pratique a respiração consciente

Publicidade

A essência da yoga reside na respiração. A pranayama, técnica respiratória, não apenas oxigena o corpo, mas acalma a mente. Experimente diferentes padrões respiratórios, mergulhando na descoberta do poder transformador da sua própria respiração. A respiração, afinal, é a ponte que liga a parte física da yoga à dimensão meditativa. Além disso, a prática regular da respiração consciente pode auxiliar na gestão do estresse e na melhoria da qualidade do sono.

5- Estabeleça uma rotina

Crie um espaço na sua rotina para a prática diária. A consistência é a chave para desvendar os tesouros dessa jornada. O professor destaca que o yoga não é uma atividade isolada; ela é um estilo de vida que oferece benefícios além do tapete. É um convite diário a se reconectar consigo mesmo, promovendo equilíbrio e bem-estar duradouros.

6- Escolha o estilo adequado

Antes de se aventurar, descubra os estilos de yoga, cada um carregando suas próprias essências e benefícios. “Há um universo de opções. A yoga, afinal, não é uma prática única, mas um espectro de possibilidades, permitindo que cada praticante encontre sua própria via de conexão e harmonia”, finaliza.

Um método bastante conhecido no Brasil, baseado no Hatha Yoga, é o Kaiut Yoga, criado após Francisco ter sido baleado e desenvolvido dores crônicas. O método tem como objetivo fazer com que o praticante entenda os seus próprios limites. Durante as aulas, algumas posições do Yoga tradicional são descartadas para evitar possíveis lesões.

O especialista alerta a necessidade de entender bem as posições para não executá-las de forma errada. Assista vídeos, faça download de aplicativos, procure ajuda especializada, tudo para garantir maior sucesso e menos riscos de lesões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *