Categoria: Notícias em Geral

Notícias em Geral
No aniversário de 59 anos do Estado do Acre, Gladson Cameli celebra conquistas e ações pelo desenvolvimento

A manhã desta terça-feira, 15, foi marcada pelo início das celebrações dos 59 anos em que o Território do Acre foi elevado à condição de Estado, com uma cerimônia na Praça da Gameleira, junto à troca e hasteamento da nova bandeira, neste que é um dos maiores cartões postais do estado.

Esta terça-feira foi marcada pelo início das celebrações dos 59 anos em que o Território do Acre foi elevado à condição de Estado Foto: Marcos Vicentti/Secom.

Acompanhado de diversas autoridades e seguindo os protocolos sanitários vigentes, o governador Gladson Cameli fez questão de iniciar a celebração com uma homenagem aos acreanos vítimas da pandemia de Covid-19. Balões foram soltos ao vento em homenagem também aos sobreviventes da doença.

Balões foram soltos ao vento em homenagem aos sobreviventes da Covid-19. Foto: Marcos Vicentti/Secom.

Ciente da crise econômica e social gerada principalmente pela pandemia em todo o mundo, o governador fez questão de ressaltar que o Acre tem, sim, muito a comemorar. Ele destacou o investimento milionário no sistema de saúde estadual, reforma de escolas, o avanço do programa de recuperação de ramais, a reorganização da máquina pública administrativa e tantas outras vitórias que devem dar esperança aos acreanos, junto ao desafio de seguir pela geração de emprego e renda no estado.

“Tudo que podemos fazer perante a lei, estou autorizando, pagando tudo em dia, fazendo obras, iniciando muitas outras e vamos vacinar todo mundo para virar essa página de uma vez por todas. Nosso objetivo é aquecer a economia e dar oportunidade para quem precisa, com geração de emprego, realização de concurso público assim que a lei permitir e de imediato investir na infraestrutura. Somos um povo unido, que lutou para ser brasileiro e depois se esforçou para ser um estado da Federação. Peço a todos que não desanimem, pois estou convicto de que estamos fazendo uma nova história”, destacou  o governador.

Nova bandeira foi hasteada na Praça da Gameleira, durante cerimônia de 59 anos de elevação do Acre a Estado Foto: Diego Gurgel/Secom.

Foi a lei 4.070, de 1962, que elevou o Acre à condição de Estado Brasileiro, antes Território Federal. Mas o processo não foi nada simples. Durou anos, muitas barreiras a serem superadas, conflitos e elevou o nome de gente que lutou por tal momento, como Guiomard dos Santos, autor da lei, e José Augusto, primeiro governador eleito diretamente pelo povo do Acre e deposto pela ditadura.

Presenças ilustres e homenagem

Entre as autoridades presentes na comemoração estavam o neto de Guiomard dos Santos, Lauro dos Santos; deputado federal Alan Rick; presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Nicolau Júnior; vereador N Lima; presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargadora Waldirene Cordeiro; além dos ex-governadores Romildo Magalhães e Iolanda Fleming. Uma homenagem ao ex-governador Orleir Cameli, tio do governador e falecido em 2013, também foi realizada.

Brigadeiro-do-ar Luiz Guilherme da Silva Magarão foi condecorado com a Ordem da Estrela do Acre no Grau Comendador por seus serviços prestados em defesa do Acre. Foto: Marcos Vicentti/Secom.

A celebração do aniversário do Estado também foi palco da condecoração do novo comandante do Comando Aéreo Amazônico (VII Comar), brigadeiro-do-ar Luiz Guilherme da Silva Magarão com a Ordem da Estrela do Acre no Grau Comendador por seus serviços prestados em defesa do Acre.

Gladson agradeceu a todos os militares pelo apoio dado nos dois primeiros anos da atual gestão Foto: Diego Gurgel/Secom.

“Inicio minhas palavras dizendo que me sinto muito honrado por essa homenagem que não é apenas a mim, mas a toda a Força Aérea Brasileira, principalmente aqui na Amazônia, onde temos tantos desafios e o trabalho conjunto é essencial para superá-los”, ressaltou o comandante ao governador Gladson Cameli.

Notícias em Geral
Justiça Federal atende pedido do MP e grávidas e puérperas sem comorbidades devem voltar a ser vacinadas em 48h no Acre

A Justiça Federal atendeu, na manhã desta segunda-feira, 14, o pedido de tutela de urgência feito pelo Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Estado do Acre para que que a União e o Estado do Acre retomem, em 48 horas, a vacinação de gestantes e puérperas sem comorbidades.

A decisão é para que restabeleça, no prazo de 48 horas, a vacinação, de forma prioritária, contra a Covid-19 de gestantes e puérperas sem comorbidades, com uso das vacinas da Sinovac e Pfizer, mediante a apresentação de documento que comprove a gravidez/estado puérpero (exame de sangue, ultrassonografia, caderneta da gestante, declaração de nascimento da criança, certidão de nascimento) e independente de prescrição médica.

A magistrada, acolhendo os argumentos do MPF e do MPAC, entendeu que o evento adverso ocorrido após a administração da vacina AstraZeneca não justifica a interrupção da imunização desse público com as demais vacinas disponíveis, como Pfizer e Coronavac.

Além disso, a decisão também ressalta que estudos mais recentes dão conta de que a imunização das grávidas tem alcançado os fetos, protegendo com isso grupo ainda mais vulnerável, vez que vindo ao mundo sem qualquer imunização que não seja aquela obtida através da mãe.

Notícias em Geral
Vai doer no bolso: Preço do gás de cozinha tem nova alta nas distribuidoras

A partir desta segunda-feira (14) o gás de cozinha está mais caro. O preço médio de GLP sofreu reajuste de 5,9% nas distribuidoras, passando para R$ 3,40 por quilograma (kg), o que representa aumento médio de R$ 0,19 por kg. A Petrobras anunciou o aumento na última sexta-feira (11).

Antes deste último aumento, o botijão de 13 kg já podia ser encontrado por mais de R$ 100 na cidade de São Paulo. Na região Norte da capital, por exemplo, o preço chegava a R$ 113. Em maio, o preço do gás de cozinha subiu 1,24%, em média, em todo o Brasil, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Já o gás encanado teve aumento de 4,58%.

Este não é o primeiro reajuste do gás de cozinha no ano. Em janeiro, a Petrobras elevou o preço em 6%. No mês seguinte, a alta foi de 5,1%. Em março, um novo reajuste médio de R$ 0,15 por quilo foi anunciado e, em abril, o aumento foi de 5%.

Vale dizer que a conta de luz subiu 5,73% e a conta de água e esgoto teve aumento de 1,61%, o grupo Habitação foi o que teve mais impacto no IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) em maio, sendo responsável pelo incremento de 0,28 percentual. No mês passado, a inflação oficial do Brasil avançou 0,83%, a maior taxa para o mês desde 1996.

Nesta sexta, a Petrobras também anunciou redução de 2% da gasolina nas refinarias, a partir de sábado (12). O preço médio do diesel, por sua vez, não sofrerá alterações.

“Importante reforçar o posicionamento da Petrobras que busca evitar o repasse imediato para os preços internos da volatilidade externa causada por eventos conjunturais. Nossos preços seguem buscando o equilíbrio com o mercado internacional e acompanham as variações do valor dos produtos e da taxa de câmbio, para cima e para baixo”, afirmou a companhia, em comunicado.

A Petrobras reforçou ainda que “os valores praticados nas refinarias são diferentes dos percebidos pelo consumidor final no varejo”. A empresa lembra que até chegar ao consumidor são acrescidos “tributos federais e estaduais, custos para envase pelas distribuidoras, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores”.

Perspectivas do preço

Para quem se pergunta se o preço do gás vai cair, o cenário não é tão animador assim.

Primeiro, temos que entender os fatores que determinam o preço do gás no Brasil. O economista e professor da FGV-RJ (Fundação Getulio Vargas) Mauro Rochlin conversou com o CNN Brasil Business para explicar a formação de preço do combustível.

O gás de cozinha ou encanado é um derivado do petróleo. Portanto, o preço do combustível fóssil é o principal fator para a formação de preço do botijão. E é aí que a coisa começa a ficar complicada.

O barril do petróleo Brent era negociado a US$ 72,40 nesta quinta-feira, muito próximo do patamar pré-pandemia –em 20 de maio de 2019, a cotação alcançou US$ 72,83. No período mais agudo da recente crise econômica, o preço do barril do Brent chegou a afundar para US$ 22,74.

Portanto, se o petróleo está mais caro, o gás na sua cozinha também ficará.

Ainda é preciso considerar que a commodity é negociada em dólares. Hoje, cada dólar vale cerca de R$ 5. É verdade que o real está se valorizando ante a moeda norte-americana, mas a alta do preço do petróleo vem anulando este que seria um fator positivo no preço do gás.

O governo interveio e zerou a alíquota de PIS e Cofins que incide sobre o gás de cozinha, mas a redução no preço não chegou ao consumidor porque as empresas aproveitaram para ter alguma margem de lucro.

“Muitas companhias já avisaram que, analisando a planilha de custos, não poderão repassar a queda do imposto, ou seja, a medida só vai ajudar a aumentar a lucratividade das distribuidoras”, disse, em março, o presidente da Associação Brasileira dos Revendedores de Gás Liquefeito de Petróleo (Asmirg), Alexandre Borjaili.

FONTE: CNN BRASIL

Notícias em Geral
Não pode: MP abre investigação para apurar desmatamento para criação de gado no Antimary

O promotor de Justiça, Luis Henrique Corrêa Rolim, decidiu abrir uma investigação para apurar supostas irregularidades de desmatamento ambiental ocorridos em áreas de terra da Reserva Estadual Antimary. A decisão foi publicada na edição do Diário Eletrônico desta segunda-feira (14).

O magistrado destacou no despacho que chegou ao conhecimento desta Promotoria de Justiça as informações de que recentemente, as fazendas localizadas no Antimary foram vendidas para uma pessoa chamada Amair Feijoli da Cunha, bem como este está explorando a floresta, inclusive criando gado no local.

Segundo a denúncia, o novo proprietário das fazendas, localizadas na reserva, afirma que possui documentos legítimos da terra e, ainda, está trabalhando com maquinário, desmatando dentro da reserva, tendo feito uma derrubada de mais de 600 hectares, fechando os ramais que davam acesso, derrubado as pontes e está com funcionários armados trabalhando no local.

Considerando a necessidade de coleta de subsídios necessários à atuação do Ministério Público, seja perante a Justiça ou extrajudicialmente, em vista da necessária avaliação da extensão da atuação ministerial e acerca da propositura de medidas cabíveis em relação aos ilícitos de natureza não criminal, resolve instaurar procedimento preparatório a fim de apuração de suposta ocorrência de possíveis ilícitos”, diz parte do despacho.

O órgão frisou que para o exercício das atribuições, inerentes as funções institucionais, deverão ser colhidas todas as provas permitidas pelo ordenamento jurídico, tais como depoimentos, certidões, relatórios e documentos.

Notícias em Geral
Casal realiza doação de sangue habitualmente e salva vidas

É um amor que dura sete anos e há quatro salva vidas, permitindo que mais pessoas continuem experimentando e espalhando o sentimento, por meio da doação de sangue. O casal Melrili Santos e Cláudio Oliveira se conheceu na infância, suas vidas seguiram rumos diferentes, mas, como conta uma lenda chinesa, quando uma pessoa é destinada a outra, ambas têm um laço vermelho que as liga. O laço pode embaraçar, emaranhar, mas nunca quebra.

O casal Melrili Santos e Cláudio Oliveira se conheceu na infância, suas vidas seguiram rumos diferentes Foto: Cedida

Foi assim mesmo a história do casal, que voltou a se encontrar na faculdade. Engataram logo um namoro, para não correr o risco de novamente ter o destino comum interrompido. “Nós nos reencontramos durante a formação em engenharia florestal, quando começamos o namoro, que já dura sete anos”, conta Melrili.

Além do sentimento de bem-querer mútuo, eles levam esperança a quem precisa, e já se vão quatro anos realizando doações de sangue no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre (Hemoacre), em Rio Branco.

“A primeira doação do Cláudio foi em 13 de abril de 2009 e a minha, em 5 de maio de 2017. Depois que começamos a namorar, sempre que ele ia doar me convidava, eu aceitava o convite e a doação se tornou algo fixo na nossa rotina”, relata Melrili.

Conforto

Hoje, noiva de Cláudio, Melrili fala o sentimento de ser doadora: “Após cada doação o sentimento é único, de conforto, felicidade e tranquilidade de dever cumprido. É um ato tão simples, sem dor, sem demora e ao mesmo tempo muito valioso, pois, para aquele que precisa, o sangue vem muitas vezes como uma salvação e pra nós, doadores, é apenas uma pequena forma de contribuição”.

Quem pode doar?

Condições básicas para a doação de sangue: ter entre 16 (acompanhado do responsável) e 69 anos (desde que a primeira doação tenha sido antes dos 60 anos), pesar mais de 50 quilos, estar bem de saúde, ter dormido 6 horas na noite anterior, não ingerir bebida alcoólica 12 horas antes, evitar alimentos gordurosos 4 horas antes e não estar em jejum.

Como doar?

Os potenciais doadores devem portar documento original com foto e realizar o agendamento da doação pelo número (68) 3248-1380. O agendamento também pode ser feito pelo aplicativo Sangue Amigo. O Hemoacre funciona de segunda-feira a quinta-feira, das 7 às 17h e, na sexta-feira, das 7 às 13h.

Utilização

O sangue de modo geral é utilizado principalmente nas cirurgias. Já os componentes como as plaquetas, são usadas em casos de doenças hematológicas nos pacientes que fazem quimioterapia, assim como também para tratar hemorragias que podem ser ocasionadas em caso de dengue hemorrágica.

O plasma convalescente é utilizado nos casos de recomendação médica para o tratamento de pacientes acometidos pela Covid-19. O plasma pode ser doado por pessoas que já contraíram a doença há mais de 30 dias e não ter tido manifestações graves em função da doença (choque séptico, parada cardíaca ou intubação traqueal ou respiratória).

Na capital

Em Rio Branco, o Hemoacre fica localizado na Avenida Getúlio Vargas, 2787, bairro Bosque. As doações também são para o tratamento de pessoas acometidas pela Covid-19, dengue hemorrágica, tratamento de quimioterapia e cirurgias, entre outros.

Notícias em Geral
Acre registra novos 163 casos da covid-19 nesta Segunda-feira (14)

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), registra 163 casos de infecção por coronavírus nesta segunda-feira, 14, sendo 39 casos confirmados por exames RT-PCR e 124 por testes rápidos. O número de infectados saltou de 84.174 para 84.337 nas últimas 24 horas.

Até o momento, o Acre registra 225.058 notificações de contaminação pela doença, sendo que 140.706 casos foram descartados e 15 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 78.886 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 113 pessoas seguem internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a Covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Mais 7 notificações de óbitos foram registradas nesta segunda-feira, 14 de junho, sendo 5 do sexo masculino e 2 do sexo feminino, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 1.719 em todo o estado.

Óbitos do sexo masculino:

Morador de Rio Branco, P. L. N., de 86 anos, deu entrada no dia 22 de março, no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), e faleceu no dia 24 de março.

Morador de Rio Branco, F. A. M. S., de 60 anos, deu entrada no dia 3 de abril, no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), vindo a falecer no mesmo dia, 3 de abril.

E. B., de 41 anos. Morador de Rio Branco, deu entrada no Hospital Santa Juliana, no dia 11 de março, e veio a óbito no dia 4 de abril.

Morador de Rio Branco, H. S. M. M., de 63 anos, deu entrada no dia 10 de maio, no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), vindo a falecer no dia 17 de maio.

O quinto óbito entre os homens é de R. N. C., de 84 anos. Morador de Rio Branco, deu entrada no dia 4 de junho, no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), e faleceu nesta segunda-feira, dia 14.

Óbitos do sexo feminino:

L. F. M., de 56 anos, faleceu no seu domicílio, em Rio Branco, no dia 24 de março.

Moradora de Porto Acre, I. A. F., de 75 anos, deu entrada no dia 16 de maio, no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), e faleceu no dia 13 de junho.

Sobre os casos de Covid-19 no estado, acesse:

BOLETIM_AC_COVID_14-06-2021

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:

http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos

Rio Branco-AC, 14 de junho de 2021

Secretaria de Estado de Saúde do Acre

Notícias em Geral
Menino de três anos morre após picada de escorpião

Um menino, de três anos, morreu na madrugada de domingo depois de ter sido picado por um escorpião numa zona rural de Monte Azul, em Minas Gerais. A criança estaria bricando  quando pisou no animal e mesmo calçado com chinelos a picada atingiu o dedo do pé direito.

O menino levado de emergência para o hospital, onde chegou com   chegou com náuseas e sonolência. Acabou morrendo horas depois, devido ao choque anafilático.

Devido às complicações, a equipe médica chegou a iniciar o processo de transferência da criança para outro hospital, mas, de acordo com a assessoria da Unidade de Suporte Avançado do SAMU ao G1, o estado de saúde do pequeno paciente agravou durante o trajeto e foi necessário regressar ao hospital de origem.

O menino teve uma paragem cardiorrespiratória no caminho, ainda o tentaram reanimar, mas sem sucesso. O enterro foi no domingo.

Notícias em Geral
Brasil vê média diária de vítimas da covid-19 voltar a se aproximar de 2 mil

A média diária de mortes causadas por covid-19 no Brasil voltou a se aproximar de 2 mil neste domingo, 13. Dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa mostram que o número ficou em 1.997, o maior em 34 dias e uma alta de 8% em relação há 14 dias.

Essa média leva em consideração registros dos últimos sete dias para eliminar variações presentes nos dados diários. Com ela, é possível entender com maior precisão a tendência da curva de mortes no Brasil, que ao longo do último mês vinha sendo de queda, o que foi interrompido nos últimos dias.

Nas últimas 24 horas, o País registrou 1.118 novas vítimas da pandemia. No total, o número de óbitos chegou a 487.476. Em relação aos casos confirmados, o número deste domingo ficou em 36.998, fazendo o total chegar a 17.413.996. A média de novos casos ficou em 66.842, 10% maior na comparação com duas semanas atrás.

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil tem 15.794.548 pessoas recuperadas da doença e 1.130.817 em recuperação.

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde 8 de junho do ano passado, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

Notícias em Geral
Após receber críticas, Gladson Cameli decide voltar atrás sobre o uso das cores em prédio e na caixa d’água

Após receber centenas de críticas, o governador Gladson Cameli decidiu voltar atrás em algumas decisões sobre o uso das cores em prédios e monumentos públicos, assim como a nomenclatura que haviam sido alteradas em sua gestão.  Neste domingo, 13, o governo anunciou por meio da assessoria nas redes sociais que erros devem ser reconhecidos, referindo-se à pintura na cor azul da caixa d’água da Seis de Agosto, ao nome do estádio Arena Acreana e entre outros.

Diante da repercussão negativa, Cameli disse: tenho acompanhado as reclamações das pessoas por conta da pintura azul em alguns prédios públicos. O uso dessa cor tem dado margem para que alguns digam que é usada porque é a cor do partido ao qual sou filiado. Aliás, acho uma bobagem alguém se achar dono de alguma cor. Como o povo do Acre e eu mesmo criticamos o uso de símbolos e cores partidárias em prédio e até em helicóptero públicos, tenho que tomar uma decisão”, anunciou ao jornalista Altino Machado.

Gladson reclama que qualquer cor que seja usada resulta em críticas à sua gestão. “Sendo assim,  o estádio Arena da Floresta vai continuar sendo Arena da Floresta e não Arena Acreana. A caixa d’água do bairro 6 de Agosto terá a pintura na cor prata original ou na cor bronze dos últimos anos”, garante.

O governo informou que também irá recuperar a pintura original do Colégio Estadual Barão do Rio Branco. “O que tem que prevalecer é o bom gosto, a sobriedade no uso de cores, que deve levar em conta valores estéticos e históricos. Asseguro que os pórticos de parques e o Palácio Rio Branco não serão pintados de azul, conforme chegaram a sugerir em redes sociais”, disse.

Por fim, Cameli assegurou ser autêntico, com capacidade de recuar e reconhecer eventuais erros de sua gestão. “Já fiz isso várias vezes e farei quantas forem necessárias. Minha preocupação é evitar o erro daqueles que perderam a capacidade de ver e ouvir e jamais recuaram ou admitiram as suas falhas. Não carrego esse peso”, concluiu.

ac24horas

Notícias em Geral
Friagem deve deixar temperaturas baixas no Acre neste domingo (13)

A massa de ar polar ainda estará presente sobre a região neste domingo (14), não deixando as temperaturas se elevarem em todo o estado. Porém, segundo o Sistema de Proteção da Amazônia, as condições de nebulosidade mudarão em todo o estado.

O dia será de tempo variando de claro a parcialmente nublado em todas as regiões. Somente há previsão de chuvas no centro oeste Acreano, onde podem ocorrer pancadas isoladas de chuva

Confira as temperaturas em todas as regiões:

Alto Acre

Em Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, as temperaturas oscilam entre a mínima de 17°C e a máxima de 30ºC.

Baixo Acre

Mínima de 18°C e máxima de 30ºC são as temperaturas registradas em Acrelândia, Bujari, Capixaba, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard e Rio Branco.

Vale do Juruá

Já em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves os termômetros ficam entre 22ºC e 31°C.

Vale do Purus

Em Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira faz entre 18º C e 29°C.

Vale do Tarauacá/Envira

Por fim, em Feijó, Jordão e Tarauacá a variação de temperatura fica entre a mínima de 21°C e a máxima de 30°C.