Viagem do prefeito para participar de maratona teve gastos de mais de R$ 100 mil de dinheiro público. O comitê suspeita que o prefeito usou dinheiro público em atividade privada. Prefeito de Manaus corre maratona na Espanha e será investigado por uso de dinheiro público
O Comitê de Combate à Corrupção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pediu ao Ministério Público do Amazonas (MPAM) que também investigue a viagem do prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), à Barcelona, na Espanha, para participar de uma maratona.
A viagem do prefeito teve gastos de mais de R$ 100 mil de dinheiro público. O comitê suspeita que o prefeito usou dinheiro público em atividade privada. Uma representação já foi enviada aos promotores.
“Gasto público tem que ter transparência. É o que diz a constituição brasileira e tem que visar a melhoria dos serviços oferecidos à população. Não pode usar de forma indevida. Por isso, neste caso, envolvendo a maratona de Barcelona, o Ministério Público tem que entrar nessa questão para analisar se existe ilegalidade”, disse o presidente do comitê, advogado Carlos Santiago.
Em nota, a Prefeitura de Manaus informou que “o objetivo foi divulgar a ‘Maratona de Manaus 2022’, e atrair maratonistas estrangeiros e suas famílias para o evento esportivo, a ser realizado em outubro na capital amazonense.”
Questionado sobre a viagem e os gastos, Almeida afirmou na sexta-feira (13) que participou da maratona de Barcelona, no último final de semana, como “garoto-propaganda” de Manaus.
Câmara Municipal cobra explicações
A Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovou requerimento que obriga o prefeito David Almeida (Avante) a explicar, em até 15 dias, os gastos de mais de R$ 100 mil de dinheiro público durante viagem à Barcelona, na Espanha, para participar de uma maratona.
Caso não detalhe as despesas solicitadas pela CMM, o prefeito pode ferir a lei de responsabilidade, e ter as contas reprovadas por esse caso, conforme a Lei Orgânica do município. O prazo de 15 dias pode ser estendido por mais cinco dias úteis.
Mundialmente conhecida, a corrida aconteceu no último final de semana. O prefeito fez diversas publicações em suas redes sociais para divulgar a sua participação no evento.
Entretanto, no Diário Oficial do Município (DOM), aparece apenas o registro de afastamento de dois secretários municipais para a ida à Barcelona. A medida foi criticada por especialistas.
*Com informações de Alexandre Hisayasu, da Rede Amazônica
VÍDEOS mais assistidos do Amazonas