Já faz aproximadamente um mês que os pacientes usuários dos serviços da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) localizada no bairro Sobral, em Rio Branco (AC), são obrigados a fazerem suas necessidades fisiológicas em situação de constrangimento. É que os únicos locais reservados do banheiro masculino que estão funcionando não possuem portas.

A situação faz com que os usuários da unidade de saúde se vejam em completo vexame. na referida UPA na tarde desta segunda-feira, 20, e comprovou a denúncia. O gerente administrativo do local, Carlos Cardoso, disse que as portas foram quebradas por vândalos e que a situação já foi repassada para a secretaria estadual de saúde (Sesacre) há 30 dias.

“Já solicitamos o reparo ao setor de serviços gerais da Sesacre no mês passado. Nesta semana eles devem estar vindo solucionar [o problema]. Quebraram portas para roubarem luminárias. Subiram e quebraram até o mármore da pia”, alegou o gerente da UPA à reportagem.

No reservado masculino, duas portas foram arrancadas. Além disso, o dispenser de toalha de papel e de sabão líquido também não existe mais. “A gente compra isso constantemente e coloca, mas sempre é roubado pelos vândalos. Eles levam saboneteira, porta-papel, inclusive já tivemos uma reunião com a empresa responsável para repor isso”, afirmou Cardoso.