A menina de 11 anos foi punida pois teria pego uma caixa de achocolatado sem a permissão da mãe.
menina-mão-queimada-manaus
Divulgação/Conselho Tutelar
Uma menina, de 11 anos, teve as duas mãos queimadas por uma colher quente, como forma de punição, após ter pego uma caixinha de achocolatado, no bairro Coroado, zona Leste de Manaus. Segundo a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), uma das suspeitas do crime é a mãe da criança, uma mulher, de 27 anos
Segundo a PC-AM, uma conselheira tutelar compareceu a unidade policial para apresentar o crime de maus-tratos e tortura praticados contra a menina.
No boletim de ocorrência, além da mãe da vítima, uma tia, de 42 anos, um primo, de 22 anos, também são suspeitos de maltratar a criança. Os dois costumavam deixá-la dormindo no chão. Já a mãe da menina teria queimado as mãos dela com uma colher quente, o que ocasionou queimaduras de primeiro grau na vítima.
A conselheira tutelar que atendeu a ocorrência, revelou que após a denúncia, ela foi até a casa da suspeita e ao ser questionada, a mãe disse que a queimadura teria sido ocasionada por uma descarga de moto.
No entanto, a menina negou a versão da mãe e afirmou que foi punida pois pegou uma caixinha de achocolatado sem a permissão da genitora.
Conforme a delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), foi solicitada medida protetiva à vítima e o encaminhamento dela para o Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes (Saica). Além disso, será instaurado Inquérito Policial (IP) para apurar as circunstâncias do ocorrido.
Vídeos mais assistidos do Amazonas: