22/10/2020 68992202644

Destaque do Dia

Sem Queimadas

Aumento na tarifa de energia do Acre é contrariado por órgãos de defesa do consumidor

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) por meio da Promotoria Especializada de Defesa do Consumidor participou nesta quinta-feira, 15, da audiência pública 008/2020, promovida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)

Por Kiara Azevedo 16/10/2020 às 11:57:02

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) por meio da Promotoria Especializada de Defesa do Consumidor participou nesta quinta-feira, 15, da audiência pública 008/2020, promovida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que debateu a proposta de revisão tarifária extraordinária contratual da Energisa Acre, a vigorar a partir de 13 de dezembro de 2020.

Os índices propostos pela Energisa Acre são de 3,89% para os consumidores residenciais, 4,72% para os consumidores tipo empresa de baixa tensão, e 5,55% para os de alta tensão (indústrias), o efeito médio para o consumidor será de 4,87% de aumento. A promotora Alessandra Garcia Marques apresentou manifestação contrária ao aumento e destacou dois pontos que considera importantes para o posicionamento do MP acreano.

A promotora ressaltou o esforço e trabalho que vem sendo realizado pela Energisa Distribuição Acre, para a melhoria da prestação do serviço, entretanto, enfatizou que a empresa ainda tem muito a fazer para que possa obter sucesso em relação ao pedido de revisão tarifaria extraordinária.

O posicionamento formal do MPAC sobre esse pleito será encaminhado à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nos próximos dias. Os interessados podem enviar contribuições à Consulta Pública nº 055/2020 até o dia 03 de novembro por meio de formulário eletrônico disponível no link https://www.aneel.gov.br/consultas-publicas.

O Conselho de Consumidores da Energisa, que também participou da audiência pública, foi outra voz contrária ao aumento na tarifa de energia.

A audiência pública foi presidida pelo assessor da diretoria, Renato Abdalla, e vinculada à Consulta Pública nº. 055/2020, recebeu a manifestação oral da representante do Ministério Público do Acre, Promotora de Justiça Alessandra Garcia Marques, do diretor do Procon Acre, Diego Rodrigues, e do presidente do Conselho de Consumidores de Energia Elétrica do Acre, Ivan de Carvalho, e contou ainda com cerca de 35 participantes durante a sessão virtual.

Fonte: Ac 24 Horas

Comentários