banner 2 onda
Banner_doador

Crime eleitoral: Zequinha Lima é acusado de cometer os mesmos crimes eleitorais pelos quais foi cassado junto com Ilderlei Codeiro

Na campanha atual, o candidato e o prefeito Clodoaldo reuniram servidores aprovados em concurso para chantageá-los a votar com eles domingo para só assim serem nomeados dia 18 de novembro; áudios que comprovam a reunião criminosa foram vazados e estão na rede mundial de computadores e o MP Eleitoral já tem conhecimento do caso

Por Francisco Fabiano em 11/11/2020 às 12:57:17

Um dos servidores concursados e o procurador do município, Jairo de Castro, na reunião criminosa

TIÃO MAIA, DO AMAZONIA AORA, EM CRUZEIRO DO SUL

o candidato da coliga√ß√£o que re√ļne o PP, PSD, PT, PC do B e PDT à Prefeitura de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima, se for eleito prefeito no próximo domingo, poder√° ter o mesmo destino de Ilderlei Cordeiro e ser cassado pelas mesmas pr√°ticas que levaram à cassa√ß√£o, inclusive dele próprio como vice-prefeito. As pr√°ticas s√£o de abuso de poder econômico e capta√ß√£o il√≠cita de votos contra servidores p√ļblicos aprovados e concurso e ainda n√£o nomeados cujas nomea√ß√Ķes, segundo o que foi dito e prometido numa reuni√£o criminosa, eles só ser√£o empossados se votarem em Zequinha Lima.

O prefeito Clodoaldo Rodrigues com o mesmo servidor na reuni√£o em que chantageou aprovados

Den√ļncia neste sentido foi apresentada ao Ministério P√ļblico Eleitoral em Cruzeiro do Sul por servidores que participaram da reuni√£o e que n√£o concordaram com o que classificaram como chantagem, tanto do prefeito atual do munic√≠pio, Clodoaldo Rodrigues, como do próprio Zequinha Lima, assim como procurador jur√≠dico do munic√≠pio, advogado Jairo castro. Áudios e fotos da reuni√£o foram feitos pelos servidores que n√£o concordaram com a reuni√£o.

A reuni√£o foi realizada dia 22 de outubro, no local conhecido como "Espa√ßo Hinode", em Cruzeiro do Sul, com os servidores aprovados em concurso p√ļblico ainda na administra√ß√£o de Ilderlei Cordeiro, em 2019. Foram 511 aprovados para diversos cargos e fun√ß√Ķes na Prefeitura, como serventes, merendeiras, professores e outros. Do total, pelo menos a metade j√° foi chamada e est√° trabalhando. O restante foi chamado a participar da reuni√£o cujo objetivo vazou e est√° sendo apontada como crime eleitoral.

Na reuni√£o, o acordo era para que, se votassem em Zequinha Lima, os servidores restantes do concurso seriam convocados no dia 3 de novembro, o que acabou acontecendo, e com a nomea√ß√£o prevista para a o próximo dia 18 de novembro, quarta-feira, tr√™s dias após a elei√ß√£o. Mas, para que isso aconte√ßa, segundo os participantes da reuni√£o, os servidores aprovados e seus familiares t√™m que votar em Zequinha Lima no próximo domingo, o que caracteriza crime eleitoral.



Comunicar erro
anuncie aqui

Coment√°rios

bann3