banner gov 14.01

Brasileia tem aumento de casos de dengue e atendimentos em hospital quadriplicam no interior do AC

Por Francisco Fabiano em 13/01/2021 às 17:19:32

Entre 1 de janeiro e 29 de dezembro de 2020, foram registradas 460 notificações de dengue em Brasileia e 147 casos confirmados. Atendimentos no Hospital Geral do Alto Acre subiram de cerca de 20 para até 80 por dia desde o dia 20 de dezembro. Prefeitura diz que intensificou ações de combate. Brasileia tem aumento de casos de dengue e atendimentos em hospital quadriplicam no interior do AC

Assim como outras cidades do Acre, Brasileia, no interior do estado, registra um aumento nos casos de dengue e a situação já reflete na procura por atendimento no único hospital da cidade, o Hospital Regional do Alto Acre.

Conforme o diretor-geral da unidade, Janildo Bezerra, o hospital que normalmente atende cerca de 15 a 20 pessoas por dia, tem atendido até 80 pacientes com sintomas da doença. O aumento, segundo ele, foi percebido desde o último dia 20 de dezembro.

"Houve um aumento significativo nos atendimentos. São muitas as pessoas que chegam com febre, desidratação, tontura. Ou seja, são sintomas bem similares aos da Covid-19. Eles fazem os exames aqui mesmo e já recebem o diagnóstico de dengue ou Covid", afirmou o diretor.

O hospital tem ainda seis pacientes internados com dengue. Já com relação à Covid-19, do total de 18 leitos da unidade destinados a pacientes com a doença, oito estão ocupados, segundo último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, nessa terça-feira (12). Com isso, a ocupação está em 44,4%.

A prefeitura informou que ainda está com um secretário de Saúde interino e a equipe que vai ficar responsável pela Vigilância Epidemiológica ainda não foi escolhida. Por isso, não soube informar os dados atualizados dos casos de dengue na cidade.

Conforme dados do Núcleo de Doenças de Transmissão Vetorial da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), de 1 a 31 de dezembro de 2020 foram registradas 636 notificações de dengue e 159 casos confirmados. No mesmo período em 2019 foram 350 notificações e 186 casos confirmados.

A Sesacre diz que os dados de 2020 ainda podem sofrer alterações, uma vez que os municípios ainda estão incluindo informações no sistema.

Ainda segundo os dados, somente na primeira semana de 2021, Brasileia registrou 36 notificações de dengue. Na primeira semana de 2020, a cidade teve 10 notificações. Com isso, o aumento foi de 260%.

Ações de combate

Diante do aumento dos casos, o atual coordenador de endemias, Francisco de Assis Lopes, disse que as ações de combate e controle da dengue na cidade foram intensificadas.

Entre as atividades está a identificação e eliminação dos criadouros do mosquito Aedes Aegypti e campanhas de orientação à população sobre o que deve fazer para evitar as doenças causadas pelo mosquito.

"Na parte operacional, estamos executando o bloqueio direto de casos. Os casos notificados são enviados para a Divisão de Endemias, e nós entramos com bloqueio direto, através da aplicação de inseticidas nas localidades onde esses casos foram notificados. Além das atividades normais de campo, que é levantamento de índice, tratamento e eliminação de criadouros. Também temos as ações de educação, que é quando informamos aos moradores a parte que eles precisam fazer", afirmou.

O coordenador acredita ainda que o aumento na procura por atendimento tem ligação com a pandemia. Isso porque, segundo ele, em anos anteriores, muitas pessoas apresentavam os sintomas de dengue, mas preferiam ficar em casa e só procuravam as unidades de saúde em casos mais graves. No entanto, com o surgimento da Covid-19, assim que os sintomas aparecem, as pessoas já buscam a unidade para saber do que se trata.

E é justamente essa a orientação dos especialistas. Como os sintomas, muitas vezes, são parecidos, os pacientes devem procurar atendimento médico assim que apresentar os sintomas.

Dengue em Tarauacá

O município de Tarauacá, no interior, divulgou no último dia 9 de janeiro que a cidade já recebeu 224 notificações de dengue nos primeiros dias do ano. Destes, 216 deram positivos.

No último dia 3, sete profissionais do Hospital Dr. Sansão Gomes estavam afastados após serem diagnosticados com dengue. Entre os servidores afastados com dengue estão cinco técnicos de enfermagem, um enfermeiro e um funcionário da recepção. Por conta da situação, a unidade chegou a atender no final de semana com 50% da capacidade.

Para também conter a doença, a secretaria de saúde da cidade montou um plano de contingência. Uma das medidas que devem ser tomadas é a instalação de uma unidade sentinela para atendimento voltado somente aos casos de dengue.

Principais sintomas da dengue

Dores fortes na barriga;

vômitos persistentes;

transpiração abundante;

fraqueza;

sonolência

irritabilidade;

dificuldades para respirar;

dor de cabeça;

hemorrágia (sangue no vômito ou nas fezes);

dificuldade para urinar;

febre

Fonte: g1.com/Acre

Comunicar erro
banner aleac

Comentários