Baianos registram 'chuva de dinheiro' causada por hóspedes de hotel em Salvador

Caso aconteceu na noite de sábado (16), no Hotel Monte Pascoal, localizado na Avenida Oceânica, no bairro da Barra. Local é um dos mais frequentados por turistas na [...]

Por Francisco Fabiano em 18/01/2021 às 09:25:23

Caso aconteceu na noite de sábado (16), no Hotel Monte Pascoal, localizado na Avenida Oceânica, no bairro da Barra. Local é um dos mais frequentados por turistas na capital baiana. Baianos registram 'chuva de dinheiro' causada por hóspedes de hotel em Salvador

Reprodução / Redes Sociais

Moradores e turistas que passavam pela Avenida Oceânica, que fica no bairro da Barra, em Salvador, na noite de sábado (16), presenciaram uma "chuva de dinheiro", próximo ao Hotel Monte Pascoal, após cédulas serem jogadas de um dos apartamentos do local.

Segundo o motorista por aplicativo e digital influencer Atan Uber, de 28 anos, a situação causou aglomeração de pessoas que foram até o local e tentaram pegar o dinheiro.

De acordo com Atan, o dinheiro foi jogado de um dos últimos andares do hotel, não sendo possível identificar a pessoa que jogou, só as cédulas voando.

Algumas pessoas que estavam perto do local e viram a movimentação se juntaram a elas, causando um aglomerado de pessoas.

Ainda conforme ele, quando tudo começou tinha cerca de 10 pessoas embaixo do prédio e à medida que o arremesso foi continuando, o número de pessoas à espera do montante aumentou proporcionalmente. Depois foi para 20 e, por fim, cerca de 50 pessoas.

O motorista por aplicativo afirmou que a maioria das cédulas jogadas eram de R$ 100 e R$ 50. "

"E eu, abestalhado, peguei só R$ 150, porque fiquei filmando tudo e não corri para o abraço", contou.

Baianos registram 'chuva de dinheiro' causada por hóspedes de hotel em Salvador

Reprodução / Redes Sociais

Atan conta que teve gente que pegou o dobro da quantidade que ele e outras que "faturaram" cerca de R$ 900.

Equipes da Polícia Militar chegaram ao local minutos depois. O motorista por aplicativo acredita que o pedido foi feito por funcionários do hotel.

Ele ainda diz que, em um certo momento, cerca de 13 cédulas ficaram presas dentro da estrutura do estabelecimento, e que algumas pessoas chegaram a tentar subir para pegá-las - mas, um funcionário chegou e dispersou quem estava no local.

O G1 tentou contato com a administração do hotel, mas funcionários da recepção informam que não têm conhecimento sobre o ocorrido, pois não estavam na hora.

O G1 também entrou em contato com a Polícia Militar, que informou que de acordo com a 11ª Companhia Independente da Polícia Militar (11ª CIPM) e a Rondesp Atlântico, na noite de sábado (16), as unidades foram acionadas para atender uma ocorrência de tumulto na Avenida Oceânica. Ao chegarem ao local, a situação já estava normalizada.

Já a Polícia Civil, disse em nota, que não houve registro de ocorrência relacionado a este fato, nas delegacias da região.

Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.

Assista aos vídeos do Bahia Rural

Fonte: G1

Comunicar erro
aleac 04.02

Comentários