Gladson Cameli agradece à bancada federal do Acre pelo apoio ao governo para enfrentar crise humanitária

Por Francisco Fabiano em 23/02/2021 às 18:03:32

Durante uma ligação telefônica, via viva voz, na manhã desta terça, 23, o governador Gladson Cameli conversou com toda a bancada federal do Acre, composta por oito deputados e três senadores. Na pauta da reunião, a destinação de emendas parlamentares individuais e de bancada para atender as necessidades do Estado no ano de 2021.

Gladson Cameli acompanhou de perto os impactos de uma das maiores alagações de Sena Madureira. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Gladson Cameli aproveitou para agradecer a todos os parlamentares acreanos pelo empenho em ajudar a sua gestão neste momento de crise humanitária no estado.

"O momento é de união de todos pelo bem da população do Acre. E os nossos deputados e senadores têm sido sensíveis ao propósito de ajudar as famílias acreanas que passam por um momento difícil, com as enchentes dos nossos rios, a pandemia de Covid-19 e o surto de dengue. Por isso, quero manifestar a minha gratidão a cada um deles. Como estamos num período de definição das emendas parlamentares, determinei à minha equipe que apresente as nossas prioridades para a bancada, na certeza de que teremos a colaboração de todos", ressaltou o governador.
Parceria da bancada federal é necessária para conter crises. Foto: Diego Gurgel/Secom

O coordenador da bancada, senador Sérgio Petecão (PSD), explicou que as emendas serão definidas até a próxima sexta, 26, e que o diálogo com o governador serviu para esclarecer as prioridades de recursos.

"Estamos fazendo a relação de todas as emendas que serão destinadas ao governo do Acre e às prefeituras. Essa ligação do governador foi importante para aprofundar o diálogo com a nossa bancada sobre as prioridades do estado. Mesmo porque, com toda esta crise que estamos atravessando, o cobertor de recursos é pequeno e o frio é grande. Mas estamos sensíveis para ajudar dentro do possível todos os gestores do Acre", avaliou Petecão.

Vale lembrar que os deputados federais e os senadores têm o direito de indicar, cada um, emendas parlamentares num total de R$ 16 milhões, sendo que a metade obrigatoriamente deverá ir para a saúde do Estado e dos municípios. Além das emendas do coletivo da bancada federal, que permite a cada parlamentar indicar mais R$ 22 milhões, num total de mais R$ 242 milhões.

Fonte: Secom/Acre

Comunicar erro
aleac 04.02

Comentários