Nuvem cortou o céu de Rio Branco nesta quinta-feira (13) — Foto: Cleison Carvalho/Arquivo pessoal

Muitos rio-branquenses fizeram registros de uma nuvem gigante que cortou o céu da capital acreana na manhã desta quinta-feira (13). As imagens circularam nas redes sociais e despertaram curiosidade em muitos. (Veja o vídeo abaixo)

O Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) explicou que trata-se de uma nuvem Cumulunimbus (Cb), em formato “Shelf Cloud” (nuvem prateleira em português), o que é muito comum.

Sipam explica fenômeno no céu de Rio Branco — Foto: Cleison Carvalho/Arquivo pessoal

“A aparição de uma nuvem do tipo Cb, por si só, já é sinônimo de instabilidade e severidade atmosférica, pois quando formada provoca tempo severo como raios, ventanias e temporais”, destaca o Sipam.

Apesar de ser comum, o fenômeno chama bastante atenção, segundo o Sipam, o formato de “prateleira” da nuvem é consequência dos fortes ventos que a nuvem Cb produz.

“A rajada de vento oriunda da nuvem Cb leva ar frio de dentro da nuvem para o solo, que se espalha por onde passa e entra em contato com o ar logo acima e à frente desta nuvem, onde está quente e úmido, formando esta característica única mostrada nas imagens.”

A orientação é que, ao avistar uma nuvem dessa, as pessoas se abriguem porque ela indica tempo severo.

Muitos internautas fizeram os registros em Rio Branco — Foto: Cleison Carvalho/Arquivo pessoal