quinta-feira, novembro 30, 2023
Famosos

‘Uma hora o luto vai passar’, diz Maiara após dois anos da morte de Marília Mendonça

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – Dois anos sem Marília Mendonça (1995-2021). Assim com os fãs da cantora, a dupla Maiara e Maraisa lembra todos os dias da amiga, que morreu em um acidente aéreo perto de Caratinga, em Minas Gerais, onde faria um show. Na madrugada deste domingo (5), Maiara contou como lida com o luto.

“Eu ainda sinto muito… É uma coisa que ainda está no corpo, ainda tem os traumas, ainda tem alguns gatilhos. Mas, Deus sabe de todas as coisas”, contou a cantora, que faz questão de mencionar a palavra gratidão ao se referir a amizade de muitos anos com Marília Mendonça

“Marília foi uma mulher maravilhosa e a gente tem muita gratidão de ter convivido o melhor dessa vida com ela. Foram momentos maravilhosos e a gente está aprendendo a ressignificar tudo”, explicou ao Splash nos bastidores do show da dupla no Caldas Country.

Maiara destacou também o apoio que ela e Maraisa receberam dos amigos na época da tragédia com a rainha da sofrência. Para a cantora, o tempo é o ainda o melhor remédio para superar a dor da perda de uma pessoa querida. “Uma hora o luto vai passar, mas a gente nunca vai esquecer do amor que a gente tem por ela, uma hora vai se tornar uma saudade boa. Se alguém está passando por isso, não se sinta sozinho, também é difícil para gente. Mas vamos levar sempre o melhor e ela com certeza está num lugar maravilhoso”, completou.

No início de outubro, a Polícia Civil de Minas Gerais concluiu o inquérito sobre o caso. Segundo as investigações, os pilotos agiram com imprudência e negligência, pois não tomaram conhecimento sobre as características da região antes de começarem a descida, o que precisa ser feito em caso de pouso sem auxílio de torre de comando.

Além da cantora, morreram no acidente o piloto, Geraldo Medeiros, o copiloto, Tarcísio Pessoa Viana, o tio e assessor da cantora, Abicieli Silveira Dias Filho, e o produtor Henrique Ribeiro.

Os pilotos foram indiciados por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Como morreram, o inquérito será enviado à Justiça com recomendação de arquivamento, segundo a polícia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *