quarta-feira, abril 24, 2024
Mundo

Lula diz que saída de brasileiros de Gaza ‘dependia da boa vontade de Israel’

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta segunda-feira (13) que as ações para retirar os brasileiros da Faixa de Gaza foram difíceis porque envolviam diferentes fatores, entre eles a “boa vontade de Israel”.

“Estamos trazendo o possível para liberar, com muito sacrifício, porque dependia da boa vontade de Israel, dependia da quantidade de pessoas, que a gente não sabia. Todo dia ligava de manhã, de tarde, para o ministro de Israel, ligava para o ministro do Egito, para o nosso embaixador e, depois, conseguimos trazer as pessoas”, afirmou.

O presidente também falou que a resposta de Tel Aviv é “tão grave” quanto os ataques do Hamas.

“Esta guerra, depois do ato provocado, e eu digo, um ato de terrorismo do Hamas, que provocou um ato, as consequências, a solução do Estado de Israel é tão grave quanto foi a do Hamas, porque eles estão matando inocentes sem nenhum critério”, afirmou o mandatário.

“Jogar bomba onde tem criança, onde tem hospital, a pretexto de que o terrorista está lá, não tem explicação. Primeiro vamos salvar crianças, mulheres, aí depois faz a briga com quem quiser fazer”, declarou.

Atentados do grupo terrorista no dia 7 de outubro , no sul de Israel, deixaram 1.200 mortos e desencadearam uma das maiores campanhas aéreas do Estado judeu na Faixa de Gaza, um dos territórios mais densamente povoados do mundo. Até agora, dois terços da população ficaram desabrigados, e 11 mil pessoas foram mortas -cerca de 40% delas crianças, segundo autoridades locais.

As afirmações foram feitas durante cerimônia no Palácio do Planalto para a sanção da lei que atualiza o sistema de cotas. Também participaram os ministros Camilo Santana (Educação), Anielle Franco (Igualdade Racial), Silvio Almeida (Direitos Humanos e da Cidadania), Sonia Guajajara (Povos Indígenas) e Márcio Macêdo (Secretaria Geral da Presidência).

Lula disse que esta segunda é um “dia feliz”, por causa da chegada do grupo de Gaza, e afirmou que nenhum brasileiro vai ficar para trás se quiser retornar. Ele deve receber os resgatados na Base Aérea de Brasília no fim da noite desta segunda (13).

A aeronave decolou do aeroporto internacional do Cairo, no Egito, rumo ao Brasil às 6h52, no horário de Brasília, e fará três escalas para reabastecimento em Roma (Itália), Las Palmas (Espanha) e na base aérea do Recife. A chegada a Brasília está prevista para as 23h30.

O grupo é composto por 22 brasileiros, 7 palestinos que têm RNM (Registro Nacional Migratório) e 3 palestinos que são familiares próximos dos demais integrantes. Desses, 17 são crianças, 9 são mulheres e 6 são homens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *