sexta-feira, abril 12, 2024
Polícia

Professor é filmado em ato sexual com aluno de 15 anos no Acre

O professor Ronny Oliveira, da rede estadual de ensino no Acre, foi filmado em ato sexual com um jovem que teria 15 anos, dentro de uma área de mata de Cruzeiro do Sul. O vídeo foi feito em setembro deste ano e o rapaz que aparece nas imagens seria aluno de Ronny, da Escola Flodoardo Cabral, onde ele dava aulas na época.

Segundo a coordenação de representação da secretaria Estadual de Educação em Cruzeiro do Sul, logo depois da publicação do vídeo por alunos em redes sociais, o professor foi devolvido à Coordenação pela Escola Flodoardo Cabral e teve o contrato rescindido. Mas ficou trabalhando em duas escolas da rede estadual, a Dom Henrique Ruth, na cidade, e a Juarez Ibernon, na BR-64, zona rural de Cruzeiro do Sul.

Aderlan Gomes de Almeida, coordenador interino da representação da SEE em Cruzeiro do Sul, relata que Ronny voltou aos quadros da SEE, de maneira regular.

“O mesmo foi classificado no processo seletivo por análise de currículo e convocado para escola da zona rural. Como não consta nenhum processo contra o professor, e no edital no seletivo não tem nenhum impedimento, ele foi lotado na escola. E, a pedido da gestora da escola Dom Henrique, está dando aulas complementares lá também”, explicou Aderlan.

“Estão falando que o caso foi de estupro, mas não recebemos nada de Delegacia nem denúncia formal de vítima ou familiar. Só mediante apresentação de denúncia formal que podemos encaminha ao setor da Secretaria de Educação responsável para análise e providência quanto ao caso”, concluiu.

Medidas

Um Processo Administrativo foi iniciado nesta terça-feira, 14, pela Representação da Secretaria Estadual de Educação de Cruzeiro do Sul, contra o professor de História, que deverá ter o contrato provisório rescindido.

Com a denúncia do caso na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e de Proteção à Criança e ao Adolescente – DEMPCA, a representação da SEE de Cruzeiro iniciou o processo da segunda expulsão do professor dos seus quadros.

“O contrato será rescindido. As providências para essa formalização estão sendo tomadas”, citou a Assessoria de Comunicação da secretaria Estadual de Educação do Acre.

O caso já está com a Polícia Civil de Cruzeiro do Sul, por meio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e de Proteção à Criança e ao Adolescente – DEMPCA, de Cruzeiro do Sul. O delegado Vinicius Almeida, diz que o caso não se trata de estupro de vulnerável.

Fonte: Ac24horas.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *