terça-feira, abril 16, 2024
destaques com artePolítica

Bocalom apresenta Plano de Ação de R$ 7,2 Milhões; Recurso Pode ser Liberado na Próxima Semana

As fortes chuvas que têm assolado o estado nos últimos dias levaram o governo a declarar situação de emergência em 19 dos 22 municípios. Inundações e o transbordamento de igarapés e rios têm causado estragos significativos, exigindo uma resposta rápida e coordenada para lidar com a crise.

O prefeito Tião Bocalom (PP) anunciou na manhã desta sexta-feira, 1°, em entrevista à TV 5, que sua equipe apresentou um plano de ação ao governo federal. Ele revelou que houve um encontro com o ministro da Integração Waldez Góes, onde a situação do município foi detalhadamente exposta. “O ministério reconheceu sumariamente e, graças a Deus, as coisas andaram bem. Todos estão preparando seu plano de trabalho. Rio Branco apresentou um plano de R$ 7,2 milhões”, afirmou.

Bocalom assegurou que o governo federal deve liberar os recursos até a próxima semana. “Até segunda ou terça, deve liberar dinheiro”, acrescentou.

O Rio Acre, principal curso d’água da região, está acima da cota de transbordo, atingindo 17,22 metros na manhã desta sexta-feira, 1°, agravando ainda mais a situação das áreas afetadas.

O decreto de situação de emergência foi publicado no domingo, 25 de fevereiro, em edição extra do Diário Oficial do estado, com validade de 180 dias. O governo fundamentou a medida em prognósticos técnicos que apontam a ocorrência de chuvas acima da média climatológica esperada para o período.

Diante dessa situação crítica, é essencial que todas as esferas de governo e a sociedade civil atuem de forma coordenada e eficiente para fornecer assistência às comunidades afetadas e minimizar os danos causados por essa calamidade natural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *