sexta-feira, março 1, 2024
Famosos

Operação da PF contra Bolsonaro faz audiência disparar, e GloboNews tem melhor dia de 2024

ARACAJU, SE (FOLHAPRESS) – A operação da Polícia Federal contra o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), ex-assessores e militares que planejavam um golpe de estado no Brasil fez a audiência da GloboNews, o canal de notícias da Globo, disparar nesta quinta-feira (8). Os outros canais de notícia não se beneficiaram com o fato.

Segundo índices prévios do Ibope PNT da TV paga, obtidos pela reportagem, a GloboNews teve seu melhor dia em 2024. Desde a manhã, programas mais que dobraram seus números e bateram seus recordes de público. Cada ponto equivale a 145 mil indivíduos.

Foi o caso do Conexão GloboNews, comandado por Daniela Lima e Camila Bomfim. Das 9h às 12h55, o jornal marcou média de 0,86 ponto de média. Sua média, normalmente, gira em torno de 0,4 ponto. No mesmo horário, a CNN e Jovem Pan marcaram 0,13 ponto.

Já o Estúdio i, comandado por Andréia Sadi, conseguiu média de 0,95 ponto com picos de 2, das 13h às 16h. Na mesma faixa, a Jovem Pan marcou 0,17 e a CNN ficou com 0,14 ponto.

Por fim, o GloboNews Mais, com Julia Dualibi reforçada com participações de Daniela Lima e Natuza Nery marcou 0,97 ponto com picos de 2. A Jovem Pan conseguiu 0,17 e a CNN obteve 0,14 ponto.

O Edição das 18h, comandado por César Tralli, conseguiu 1,13 ponto em sua primeira hora, das 18h às 19h. A BandNews foi a segunda colocada com 0,30. Jovem Pan e CNN ficaram em terceiro com 0,10 cada uma.

O ex-presidente Jair Bolsonaro foi alvo de operação da Polícia Federal que investiga uma tentativa de golpe de Estado para mantê-lo no poder.

A PF foi à casa dele na Vila Histórica de Mambucaba, em Angra dos Reis (RJ), e apreendeu o celular de um de seus assessores, Tercio Arnaud Thomaz. Ele estava na residência com o ex-presidente.

A PF determinou também que Bolsonaro entregasse o passaporte. Como o documento não estava em Angra, os policiais deram 24 horas para que ele fosse entregue. O passaporte estava na sede do PL, em Brasília, e foi entregue aos policiais que faziam busca e apreensão no prédio do partido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *