segunda-feira, maio 27, 2024
Tecnologia

Empresa não é local para debater política, diz CEO da Google

Um dia depois de ter sido tornado público o despedimento de 28 funcionários da Google que protestaram contra um contrato da empresa com Israel, o CEO da empresa, Sundar Pichai, deixou uma mensagem de aviso aos trabalhadores.

“Isto é um negócio e não um lugar para agir de uma forma que perturba os trabalhadores ou os faz sentirem-se inseguros, para tentar usar a empresa como uma plataforma pessoal ou para lutar contra questões disruptivas ou debater política. Isto é um momento muito importante para a empresa para ficarmos distraídos”, notou Pichai.

O CEO da Google notou ainda que a missão da Google passa por “organizar a informação do mundo e torná-la acessível e útil de forma universal”. “Isso supera tudo o resto e espero que atuemos com um foco que reflita isso”, afirmou Pichai.

Leia Também: ‘Cometa do Diabo’ poderá ser visto do Brasil no fim de semana; saiba como observar o fenômeno

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *