segunda-feira, maio 27, 2024
Economia

PF investiga suspeita de desvio de recursos após invasão de sistema de pagamento do governo

A Polícia Federal investiga uma invasão realizada neste mês ao Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi), com suspeita de desvio de recursos do governo federal. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo e confirmada pelo Estadão.

O Siafi, gerido pelo Tesouro Nacional, é o principal instrumento utilizado para registro, acompanhamento e controle da execução orçamentária, financeira e patrimonial do governo federal.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou que a invasão não foi de um hacker, mas de algum usuário que já tinha acesso à plataforma. De acordo com o ministro, o sistema está preservado e a Polícia Federal acompanha o caso para encontrar os responsáveis.

“Tenho informação parcial de que o problema não é do sistema; o problema provavelmente foi de autenticação do acesso. É isso que está sendo apurado”, disse Haddad aos jornalistas. “Não foi ação hacker contra o sistema. O sistema está preservado. (Foi) alguém que já tinha acesso (ao sistema)”, reforçou.

Questionado sobre eventuais valores que possam ter sido desviados, o ministro afirmou que não tem informação e que o caso está sendo apurado. O ministro também afirmou que informará o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o caso.

Segundo apurou o Estadão, depois da descoberta do caso, o Tesouro Nacional teria adotado uma medida extra de segurança, com acesso restrito, por meio de certificado digital.

Procurada, a Polícia Federal afirmou que “foi instaurado inquérito e as investigações estão sob sigilo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *