sexta-feira, abril 12, 2024
M de Mulher

Você sabe o que é bacne? Entenda o que causa espinhas nas costas e como tratar

rotina de cuidados com o rosto é quase um ritual sagrado e inadiável para muita gente, mas a região do dorso acaba ficando esquecida. Acontece que as glândulas sebáceas estão espalhadas por várias partes do corpo e, portanto, estão sujeitas ao surgimento de espinhas.

Este (desagradável) fenômeno tem até nome! Ele responde por bacne, junção em inglês para “back” (costas) e “acne”, e também merece sua atenção. Por isso, aqui está o guia completo para acrescentar mais este tópico na sua rotina de skincare e quem explica os detalhes é a dermatologista Fernanda Porphirio.

‘Se não vejo, não acredito’

 

Pois pode acreditar! A frase é de autoria desconhecida, mas o problema é bastante popular. O dorso possui poros maiores que os da face e grande concentração de glândulas sebáceas, facilitando o acúmulo de sebo que causa espinha.

Os tipos de acne também divergem em outro ponto: a pele das costas é mais grossa que a do rosto e, como explica Fernanda, “tem mais tendência à formação de cistos sebáceos” – um caroço com pus, resultado da oleosidade exacerbada da região.

Principais causas

 

Mas, de acordo com a médica, a causa da bacne é muito semelhante ao que acontece no restante do corpo:

  • Alterações hormonais que aumentam a produção de sebo (muito comuns em períodos de estresse, ciclo menstrual ou pela baixa qualidade do sono)
  • Pele oleosa
  • Alimentação com poucas vitaminas e nutrientes e rica em açúcar e frituras
  • Uso de suplemento alimentar, especialmente à base de leite: “Em geral, eles têm uma carga alta de açúcares e carboidratos, que estimulam a produção de sebo.”

 

Além dos cuidados de skincare, ter uma alimentação saudável é essencial para a diminuir a acne — Foto: Freepik

Além dos cuidados de skincare, ter uma alimentação saudável é essencial para a diminuir a acne — Foto: Freepik

Ainda assim, existem algumas particularidades que também estimulam esse processo da acne nas costas. Fernanda explica que pessoas que suam muito e praticam atividades físicas constantemente têm mais chances de apresentar a chamada acne mecânica, causada pelo atrito entre a pele e o tecido.

“O suor que fica muito em contato com o local, além do uso de roupas sintéticas, pode propiciar o aumento dessas lesões.”

 

Outra causa está associada ao demais cosméticos que usamos no dia a dia, como shampoo, condicionador, cremes ou óleos capilares e até mesmo um sabonete que não seja adequado para o seu tipo de pele. A dermatologista explica que isso acontece porque se tratam de “veículos oleosos que podem estimular a produção de sebo na região do dorso”.

Cuidados básicos

 

Seja como prevenção ou para diminuir o surgimento de espinhas na região do dorso, Fernanda deixa algumas dicas para colocar em prática:

  • Higienize a pele corretamente para evitar o acúmulo de impurezas, sebo e resíduos de outros cosméticos.
  • Após o banho, é essencial secar bem a pele antes de vestir as roupas. O mesmo vale para as atividades físicas: leve uma toalha pequena à academia para tirar o suor sempre que necessário.
  • E, falando em roupas, dê preferência a peças de algodão, especialmente em dias quentes ou para a prática de exercícios: “Tecidos sintéticos abafam a pele e não absorvem o suor, criando um meio propício para a proliferação de fungos e bactérias”, detalha a médica.
  • Como falado anteriormente, enxague bem o corpo após a aplicação de produtos capilares no banho: “O uso de condicionador sem o enxague correto e a umidade dos cabelos molhados, em contato com aquela região, também podem aumentar a quantidade de espinhas, principalmente em pessoas com cabelo comprido.”
  • Sabemos que é tentador, mas jamais manipule ou esprema as lesões.

 

Tratamentos contra a bacne

 

Especialista dá dicas de tratamento para a bacne e destaca importância da limpeza correta das costas para evitar o acúmulo de oleosidade — Foto: Pexels

Especialista dá dicas de tratamento para a bacne e destaca importância da limpeza correta das costas para evitar o acúmulo de oleosidade — Foto: Pexels

Fernanda conta que, dependendo do nível de acometimento e o grau da acne, os tratamentos com ácido, anti-inflamatórios, antibióticos, loções de limpeza e secativas usados no rosto também poderão ser usados nesta parte. Lembrando que tudo isso deve ser analisado por um dermatologista!

“O controle da acne vai ser realizado com os mesmos ativos utilizados na face, mas pode haver a necessidade de ajustar a sua concentração, já que o dorso tem uma pele mais espessa.”

 

Quanto aos tratamentos estéticos para a bacne, Fernanda cita como exemplo os peelings de ácido salicílico e ácido retinóico.

Os lasers também ajudam a estimular a renovação celular, como o de LED: “São luzes de baixa intensidade, com ação antibacteriana e anti-inflamatória, na qual o paciente fica exposto por 10 a 15 minutos.”

O tratamento com Roacutan também é uma opção, mas deve ser feito com acompanhamento médico e respeitando todas as orientações. A dermatologista afirma que ele “vai agir causando uma atrofia na glândula sebácea e, consequentemente, gerando menor produção de sebo naquela área”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *